sábado, 4 de abril de 2015

BONSUCESSO VENCE E SE LIVRA DO REBAIXAMENTO DIRETO


O Bonsucesso está livre do rebaixamento para a Série B do Campeonato Carioca. Jogando no Jânio Moreas, o Bonsuça venceu o Nova Iguaçu por 1 a 0 e complicou ainda mais a vida do adversário, lanterna do Campeonato Carioca. O duelo foi realizado na tarde deste sábado (4), válido pela 14ª rodada do Campeonato Carioca. O gol solitário, que garantiu o Cesso pelo menos na seletiva que será disputada no fim do ano, foi anotado por Deyvison, ainda no primeiro tempo.

O drama do Nova Iguaçuc começou antes mesmo da bola rolar. Com oito desfalques, incluindo os atacantes Marlon e Elias, o Laranja Mecânica da Baixada foi a campo com a missão de vencer o Bonsucesso. Do outro lado, o Cesso, querendo manter a boa fase, lutava pela segunda vitória na competição, e optou por um estilo de jogo ofensivo nos primeiros minutos. Tanto que aos 21, em cobrança de falta, Deyvison converteu e colocou os visitantes em vantegem: 1 a 0.

Na etapa complementar, o Nova Iguaçu foi ao ataque, mas esbarrou na ansiedade pelo gol de empate. Gean Moreno assuntou de cabeça no começo do segundo tempo. O desespero rival deu espaço ao Bonsucesso, que quase ampliou com Matheus Salgado em chute de média distância. No fim, na última chance do time mandante, Oliveira recebeu bom passe de Cesinha, mas chutou pra fora.

Agora na briga para fugir da fase preliminar do Carioca de 2016, que será realizada no segundo semestre, o Bonsucesso precisa vencer a Cabofriense na última rodada e torce por um tropeço do Friburguense diante do Vasco, neste domingo, além de outro revés da equipe serrana na última rodada, contra o Boavista. Já o Nova Iguaçu com 7 pontos, precisa vencer o Flamengo e torcer pro tropeços de pelos menos dois adversários diretos. São eles: Boavista (7 pontos), Barra Mansa (8), Cabofriense (9) e Tigres do Brasil (10).

A partida
Bonsucesso 1 x 0 Nova Iguaçu - Campeonato Carioca, 14ª rodada - 04/04/2015

Estádio Jânio Moraes (Nova Iguaçu - RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda
Assistentes: Luiz Antônio Muniz de Oliveira e Rodrigo Pereira Joia

Nova Iguaçu: Jefferson; Cesinha, Rhayne, Anderson e Cleyton (Cristian – Intervalo); Paulo Henrique, Vinicius Matheus e Dieguinho (Vinicius Nunes 26'/2ºT); Dudu, Oliveira e Gean Moreno (André Mello 15'/2ºT). Treinador: Renê Weber.

Bonsucesso: Preto; Ivan, Jadson, Renan e Cristiano; Marquinhos, Fernando, Deyvison (Fernando Chagas 24'/2ºT) e Geovani (Matheus Salgado 12'/2ºT); Denilson (Guttiner 44'/2ºT) e Lucas Fernandes. Treinador: Marcelo Salles.

Cartões amarelos: Oliveira, Vinicius Matheus, Dieguinho e Anderson (NOV); Cristiano, Matheus Salgado e Preto (BON)

Gol: Deyvison 21'/1ºT (0-1)

Público pagante: 850 (999 presentes)

Renda: R$10.500,00

Fonte: FutRio
Foto: Bernardo Gleizer (NIFC)

segunda-feira, 30 de março de 2015

FALTA DE ATENÇÃO E DE PONTARIA FAZ BONSUCESSO PERDER PARA O FLAMENGO



O Flamengo lidera o Campeonato Carioca de maneira provisória neste sábado (28), após vencer o Bonsucesso pelo placar de 2 a 0, no Engenhão. O resultado deixa o Mengo com 32 pontos na tabela, graças aos gols de Marcelo Cirino e Matheus Sávio. Já o Cesso permanece na 14º posição, com oito pontos.

O Bonsucesso foi perigoso logo no começo e, por pouco não fez 1 a 0. Logo aos três minutos, Denílson cabeceou à queima-roupa e o goleiro rubro-negro Paulo Victor fez uma linda defesa. O Flamengo demorou para se encontrar, mas foi conseguindo aos poucos. Aos 17, veio o gol: Anderson Pico cruzou da esquerda, Alecsandro fez corta-luz e Marcelo Cirino finalizou para abrir o marcador.

O Flamengo passou a tocar mais a bola e chutava pouco. Aos 33, Luiz Antonio arriscou chute de fora da área, que fez a bola passar perto da baliza de Preto. O Bonsucesso, que jogava bem, tornou a assustar com o lateral-esquerdo Cristiano, que cortou para a perna direita e bateu colocado; outra vez Paulo Victor espalmou, em grande defesa.

No segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo lançou o jovem Matheus Sávio na partida, tentando fazer o ataque ter mais movimentação e perigo contra os rubro-anis, mas sem muito sucesso. Aliás, o clube da Leopoldina esteve perto do gol de empate quando Lucas Fernandes rompeu pelo meio e chutou, mas a bola saiu por cima da baliza de Paulo Victor.

Aos 31, veio finalmente o alívio: Matheus Sávio cobrou falta da esquerda para a grande área, a bola passou por todo mundo e entrou direto no gol, o segundo do Flamengo: 2 a 0. Ainda sem estar batido, o Cesso fez uma última tentativa e teve um pênalti marcado a seu favor, quando Lucas Fernandes foi derrubado por Wallace. Na cobrança, porém, Fernando não bateu bem e Paulo Victor fechou sua atuação com uma boa defesa.


A partida
Bonsucesso 0x2 Flamengo - Campeonato Carioca, 13ª rodada - 28/3/2015 às 16h

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro - RJ)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa e Rodrigo Pereira Joia

Bonsucesso: Preto; Thiago Ryan, Jadson, Elton e Cristiano; Marquinhos, Fernando e Matheus Salgado (Geovani 31'/2°T); Deyvison (Guttiner 7'/2°T), Denílson (Edson Pitbull 34'/2°T) e Lucas Fernandes. Técnico: Marcelo Salles.

Flamengo: Paulo Victor; Pará, Marcelo, Wallace e Anderson Pico (Thallyson 13'/2°T); Márcio Araújo, Canteros (Luiz Antonio 11'/1°T) e Eduardo da Silva (Matheus Sávio - intervalo); Gabriel, Alecsandro e Marcelo Cirino. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Fonte: Futrio.net
Foto: O Globo

quinta-feira, 26 de março de 2015

BONSUCESSO DEIXA ESCAPAR VITORIA NO FIM


Clássico é clássico! O dito popular cabe perfeitamente no ocorrido na tarde desta quarta-feira, 25, no Estádio Aniceto Moscoso. Num lado o embalado Madureira, no outro o desesperado Bonsucesso. Para quem pensa que o Tricolor Suburbano “passearia” em casa, se enganou. O Leão da Leopoldina saiu na frente, porém, tomou o empate no fim, com gol do artilheiro Rodrigo Pinho e, de quebra, faturou a Taça Rio.

Com o resultado, o Madura caiu para a terceira colocação, onde soma 24 pontos. Por sua vez, o Rubro-Anil da Leopoldina subiu para a 12ª posição, com 8 pontos.

Primeiro tempo pegado e nada de gols

A partida começou tensa. O Tricolor Suburbano tinha a pressão de construir um resultado favorável diante de sua torcida para poder levantar a taça. O Rubro-Anil, na luta contra o rebaixamento também estava sob pressão e tentava se impor contra a equipe da casa.

Logo aos 6 minutos, uma boa trama no ataque deixou Rodrigo Pinho na cara do gol. O artilheiro chutou e Preto fez grande defesa, salvando o Cesso. Aos 23, Camacho teve grande chance, mas acabou isolando. O Madura trabalhava melhor a bola, mas tinha dificuldades de levar perigo aos visitantes. Preto estava inspirado e não parecia disposto a deixar o time da casa gostar do jogo.

As duas equipes estavam pilhadas e o jogo era muito pegado, mas leal. No finalzinho do primeiro tempo, Thiago Galhardo invadiu a área e finalizou. Preto defendeu mais uma vez e garantiu o zero a zero no primeiro tempo

Cesso joga melhor e abre o placar, mas Rodrigo Pinho salva o Madura e dá o título

A segunda etapa começou como a primeira, com o Madureira pressionando. Rodrigo Pinho arriscou um chute forte.Preto tocou na bola que ainda bateu na trave e saiu. No lance seguinte, Thiago Galhardo fuzilou de cabeça e Preto operou um milagre fazendo uma defesa linda.

O Leão da Leopoldina respondeu pouco depois. Ivan Fez grande jogada, tirou da marcação e lançou Lucas Fernandes que tocou na saída de Jonathan para abrir o placar. Bonsucesso 1 x 0.

Muito nervoso, o Madureira começou a se tornar coadjuvante na partida. O Cesso trabalhava melhor e comandava as ações ofensivas. Jadson trabalhou bem a bola, driblou e disparou em velocidade até ficar cara a cara com o goleiro. O que seria um gol de placa, acabou não sendo. Na hora de finalizar, Jadson acabou isolando a bola que passou por cima do travessão.

Nos últimos minutos, o Tricolor Suburbano começava a encaixar o seu jogo e voltava a pressionar os visitantes. Aos 42, numa bela trama na área, Rodrigo Pinho subiu mais que a zaga e testou para o fundo da baliza, sem chances para Preto. Tudo igual: Madureira 1 x 1 Bonsucesso.

Foto e Matéria: Diego Zurita (Super-Gol.com)

segunda-feira, 23 de março de 2015

ALELUIA! BONSUÇA GOLEIA BOAVISTA E DENÍLSHOW ENSINA AO MIGUEL COMO SE FAZ GOL.


O Bonsucesso enfrentou o Boavista e conseguiu sua primeira vitória no Cariocão 2015, vencendo a equipe de Saquarema por 4 à 0, na tarde deste domingo em Moça Bonita. Com este resultado o Rubro Anil saiu da zona de rebaixamento e colocou o Alvi Verde no seu lugar. 

 A partida começou com um gol relâmpago. Aos 24 segundos, Matheus acertou um lindo chute da meia lua da área, acertando o angulo esquerdo do goleiro Marcelo Carné. Aos 9 minutos, Matheus mostrou mais uma vez à que veio, cobrando falta com perigo para uma bela "ponte" do goleiro do time de Saquarema.

 O Boavista tentava penetrar na área do Cesso, mas era parado pela boa proteção dos volantes do Leão da Leopoldina. Aos 13 minutos, Erick Flores cobrou falta por cima da meta do goleiro Preto, que foi mero espectador da partida.

 Depois do tempo técnico, o Boavista teve o controle da bola, mas o Bonsuça continuou criando mais e arriscando sempre de fora da área. Aos 23 minutos com Deyvison, e aos 31, com Marquinhos. 

 Aos 34 minutos, Jeff Silva fez falta em cima de Ivan e tomou o segundo cartão amarelo, deixando a equipe visitante com um jogador à menos. Na cobrança da falta, Jadson cabeceou pra fora.

 Aos 40 minutos, confusão na área do Boavista, Deyvison preparou para Denílson, que com um belo chute fez o primeiro gol dele e o segundo do Cesso na partida.

 Na segunda etapa, a partida esfriou, com o Bonsucesso trabalhando a bola para abrir espaço na defesa do Boavista. E aos 11 minutos conseguiu, com o cruzamento de João, Deyvison deu um lençol em Maranhão, e a bola sobrou para Denílson fazer o terceiro do Bonsuça.

 A partir daí o Boavista foi para o campo de ataque, e com um a menos, deixou sua dupla de zaga desguarnecida. Aos 28 minutos, Denílson robou a bola de Gustavo "Geladeira", invadiu a area e colocou rasteiro no canto esquerdo fazendo o seu hat-trick na partida e o quarto do Rubro-anil.

 Nesta quarta-feira,  o Bonsucesso enfrentará, em Conselheiro Galvão, o Madureira, às 15:30. E o Boavista recebe na quinta feira, em Bacaxá, o Vasco da Gama, às 16:00.

Ficha Técnica:

Bonsucesso 4x0 Boavista
Campeonato Carioca 2015 - 11ª rodada
Data e Hora: 22 de Marco - 16:00
Estádio: Moça Bonita - Público: 455 presentes - Renda: R$ 4.970,00
Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga
Assistente 1: Lilian da Silva Fernandes Bruno/Assistente 2: Patrícia Silveira Retondário da Silva
Cartões amarelos: Elton, Marquinhos, Deyvison (BON); Jeff Silva, Vitor Faiska (BOA)
Cartão vermelho: Jeff Silva (35 Min - 1º Tempo) (BOA)

Bonsucesso: Preto; Ivan, Jadson, Elton e Cristiano; Marquinhos, João (Clodoaldo), Matheus Salgado (Junior); Deyvison, Denílson (Edson Pitbull) e Lucas. 
Técnico: Marcelo Salles.

Boavista: Marcelo Carné; Edmar, Gustavo, Bruno Costa e Jeff Silva; Vitor Faíska, Roberto Lopes (Marcelo Nicácio), Jefferson Arroz (Maranhão) e Erick Flores; Max (Jeferson) e Anselmo. 
Técnico: Waldemar Lemos.

Gols: Matheus Salgado(1-0 - 25 seg/1º Tempo); Denílson(2-0 - 41 min/1ºTempo); Denílson(3x0 - 11 min/2ºTempo); Denílson (4-0 - 31min/2ºTempo). 


Fonte: Web Rádio Jovem Carioca
Foto: Emerson Pereira (SuperGol)

segunda-feira, 16 de março de 2015

NOVA COLUNA DO HERMAN RUBRO ANIL

BONSUCESSO PERDE MAIS UMA (INFELIZMENTE)!!!


Galera do Cesso, o time está mais perdido do que cego em tiroteio. Na tarde deste domingo, em Moça Bonita, o rubro-anil foi derrotado mais uma vez no Campeonato Carioca; desta vez o Cesso fez a alegria do Volta Redonda, mais um visitante a sair feliz do Rio de Janeiro. Deu pena ver o Bonsuça perder mais uma, pois desta vez o time jogou com muito mais aplicação técnica do que no campeonato inteiro; porém, mais uma vez, não soube converter esse domínio – principalmente no primeiro tempo – em finalizações e, consequentemente, gols.

Inacreditável o que acontece com o Bonsucesso Futebol Clube no ano de 2015; o time ainda não ganhou no campeonato e até agora só marcou um mísero gol em todo o certame, o que chama muito a atenção de todo mundo que acompanha o campeonato. O Bonsucesso, sem dúvida, é a alegria dos adversários. O time não tem organização tática (até porque não tem jogadores capazes de fazer isso), não cruza a bola na área com nenhuma eficiência, e, principalmente, não arremata quase nenhuma bola para o gol (pela mesma razão citada acima).

O Bonsucesso tinha tudo para finalmente vencer a primeira partida em 2015; no primeiro tempo foram duas chances que o Leão teve para colocar a bola no fundo do barbante do time da Cidade do Aço e falhou. Aí tem a lei do futebol: quem não faz, toma. E a poucos minutos do fim da partida, o Bonsucesso tomou um gol de cabeça, onde a bola passou por cima do goleiro Preto, que tinha salvado o Leão numa cabeçada mortal no primeiro tempo. Fim de jogo, vitória do Volta Redonda, decepção da torcida rubro-anil que foi à Moça Bonita.

Com esse resultado, o Bonsucesso já completa a marca de quase 6 meses sem vencer uma partida de futebol profissional (a última foi no dia 24/09/2014, pela Copa Rio, contra o Duque de Caxias, na Teixeira de Castro). Não há perspectiva para uma reação do Bonsucesso, amigos. É a realidade. O Bonsucesso está se encaminhando para o retorno à segunda divisão em 2016. Estamos a poucas rodadas da hora do adeus.