terça-feira, 31 de agosto de 2010

COLUNA DE PAPO COM ''DOENTE'' COM ANDRÉ VERAS

Olá Amigos!

No sábado passado teve início a OPG e conseguimos uma vitória de dois tentos a um contra um adversário com um nome bem sugestivo as nossas pretensões, Futuro Bem Próximo. Gostei da garra da garotada, apesar de mostrar uma falta de entrosamento. 

Mas valeu a conquista dos três pontos em casa e agora é tentar ganhar a próxima partida fora de seus domínios. Mas volto a tocar no assunto em que se diz respeito ao planejamento para a Série B do carioca de 2011. Precisamos nos preparar e ficar atento aos detalhes. Em relação a rapaziada dos juniores, que mantenham a mesma vontade e que  com a inscrição dos demais atletas o time possa se fortalecer e se preparar  para a segunda fase.

Não vejo nenhum obstáculo nessa primeira fase, mas o time não pode relaxar e manter a pegada para que possa se entrosar e almejar uma boa colocação no torneio e quem sabe o título. Como se diz um samba famoso: ¨Eu acredito é na rapaziada.¨ Gostei da ida de alguns jogadores para o Vila Nova, mas concordo com o Ronaldo.

Em momento algum foi mencionado pelos veículos de comunicação de onde vieram os jogadores. Teve até um órgão de imprensa dizendo que o Alan veio do América de Bom Sucesso. É um erro imperdoável para um jornalista esportivo, isto porque, atualmente ele possui uma ferramenta tecnológica que conhecemos como internet, na qual esse cidadão poderia consultar para não cometer esses erros primários.

                                                    

Um abraço a todos!

COLUNA '' RESGATANDO A HISTÓRIA COM GEORGE JOAQUIM

No Confronto Suburbano com o Bonsucesso, Madureira ficou 16 anos sem
vencer o Rubro Anil.


Conversando com o Sr. Marzulo Paladini, nosso torcedor nº. 1, hoje
aposentado das arquibancadas, lamentava mais um insucesso de nosso
querido clube pela sua caminhada rumo à primeira divisão. Sobre os que
ascenderam para 2011, falei da ajuda que o Madureira deu ao Cabofriense,
cedendo 8 jogadores, segundo noticiários da imprensa. Relembrando bons
tempos do Bonsuça, ?seu? Paladini comentou que o Madureira ficou 14 anos
sem vencer o nosso rubro anil em partidas válidas pelo campeonato
carioca. Essa informação foi um estopim para começar uma boa pesquisa
sobre os confrontos entre o Madureira e o Bonsucesso. E para nossa
surpresa, não foram 14, mas sim, 16 anos ficou o Madura sem vencer o
Bonsuça, o longo período foi de 1961 a 1977. E mais, durante 20 anos, de
1957 a 1977, o Bonsuça não perdeu na casa do adversário. O Madura volta
a vencer o rubro anil no campeonato carioca em 27/09/1978 pelo placar de
2 a 0, em seu mando de campo. Essa hegemonia dentro de um campeonato
regional é marcante, visto que esse tipo de clássico suburbano acontecia
todos os anos. É bom lembrar que não houve o confronto em 1965. Neste
ano o Madureira disputou a divisão de acesso (?segundona?) junto com o
São Cristóvão, Olaria e Campo Grande. Observe os números e boa leitura!


Campeonato carioca da 1ª divisão

Nº. de jogos: 82 ? Vitórias do Bonsucesso: 35 ? Vitórias do Madureira:
26 ? Empates: 21

Nº. de jogos dos 16 anos de hegemonia rubro anil: 26?Vitórias do
Bonsucesso: 17?Empates: 09

?Das 17 vitórias sobre o Madureira, 14 foram na casa do adversário.


Jogos para contagem de 20 anos vencendo na casa do Madura:

?8/12/1957: Madureira 1 x 1 Bonsucesso (no outro jogo, Bonsuça 1 x 1
Madura)
28/09/1958: Madureira 1 x 4 Bonsucesso (no outro jogo, Bonsuça 1 x 1
Madura)
30/08/1959: Madureira 2 x 3 Bonsucesso (no outro jogo, Bonsuça 0 x 2
Madura)
04/08/1960: Madureira 2 x 3 Bonsucesso (no outro jogo, Bonsuça 1 x 2
Madura)


Jogos para contagem de 16 anos consecutivos de hegemonia do Bonsuça:

21/09/1961: Madureira 1 x 2 Bonsucesso*
14/07/1962: Bonsucesso 4 x 1 Madureira
14/10/1962: Madureira 0 x 3 Bonsucesso
22/09/1963: Madureira 1 x 2 Bonsucesso
15/12/1963: Bonsucesso 2 x 1 Madureira
26/07/1964: Bonsucesso 4 x 0 Madureira
11/10/1964: Madureira 0 x 1 Bonsucesso
22/09/1966: Madureira 1 x 4 Bonsucesso*
12/11/1967: Madureira 1 x 1 Bonsucesso*
13/04/1968: Madureira 1 x 2 Bonsucesso
26/05/1968: Bonsucesso 1 x 1 Madureira
10/05/1969: Madureira 0 x 1 Bonsucesso*
26/07/1970: Madureira 0 x 0 Bonsucesso*
28/03/1971: Madureira 0 x 0 Bonsucesso*
08/04/1972: Madureira 0 x 0 Bonsucesso*
29/04/1973: Madureira 0 x 2 Bonsucesso*
22/09/1974: Madureira 1 x 2 Bonsucesso
03/11/1974: Madureira 0 x 1 Bonsucesso
24/11/1974: Bonsucesso 1 x 1 Madureira
12/04/1975: Madureira 1 x 3 Bonsucesso
17/05/1975: Bonsucesso 1 x 1 Madureira
21/04/1976: Madureira 0 x 1 Bonsucesso
05/06/1976: Madureira 1 x 1 Bonsucesso
11/08/1976: Madureira 0 x 1 Bonsucesso
10/04/1977: Madureira 1 x 2 Bonsucesso
25/09/1977: Bonsucesso 1 x 1 Madureira

*Houve apenas 1 confronto no campeonato em virtude do 1º turno ser fase
classificatória.

Abração a todos!!!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

VILA NOVA-GO ANUNCIA PACOTÃO RUBRO-ANIL

Pacotão rubro-anil reforça o Vila Nova-GO
Foto: Bonsucesso FC

Na tarde desta quinta-feira o presidente do Vila Nova-GO, Geso de Oliveira, anunciou que o técnico Roberto Cavalo não está mais no comando da equipe. O treinador que chegou com o objetivo de tirar o time da zona de rebaixamento, deixa o clube na mesma condição que o encontrou, na lanterna da Série B, do Campeonato Brasileiro.

Roberto Cavalo foi o quarto técnico do Vila Nova-GO na temporada e chegou há menos de um mês na equipe. Em seis jogos à frente do time goiano, o treinador conquistou apenas uma vitória, um empate e colecionou quatro derrotas. Com apenas quatro pontos ganhos, o comandante teve um aproveitamento de apenas 22,22%.

Além da demissão do treinador, o presidente do Vila Nova-GO anunciou uma parceria com a empresa carioca Sport News que terá Jaider Moreira e Mauro Morishita como sócios.

 Com o novo parceiro chegam também seis reforços para a equipe. Os volantes Júnior e Gomes; o atacante Allan; o lateral-direito Ivan; o meia Éberson e o zagueiro Leandrão.


TORNEIO OPG JÁ TEM DATA DE ESTRÉIA

Bonsucesso estréia neste sábado no estádio Leônidas da Silva
Foto: FFERJ

Começará no próximo sábado (28/08) o Torneio Octávio Pinto Guimarães 2010 da categoria Juniores. Organizado e promovido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), a competição terá a participação de clubes das Séries A, B e C. O torneio será realizado em quatro fases.

Na primeira, as equipes serão distribuídas em 03 (três) grupos e jogarão entre si, dentro do grupo, em turno e returno, classificando-se para a fase seguinte as primeiras colocadas de cada um dos grupos, além da equipe de melhor índice técnico em segundo lugar dentre os grupos, totalizando 04 equipes.

Os grupos já estão definidos:

Grupo A: Barra Mansa, Serrra Macaense, Bonsucesso, Futuro Bem Próximo e Juventus

Grupo B: Artsul, Rio de Janeiro, Marinho e União Central

Grupo C: Nova Iguaçu, Barcelona, Villa Rio, Nilópolis e Portuguesa

Integrarão a 2ª fase, as equipes classificadas na primeira, sendo as equipes distribuídas em 02 (dois) grupos (D, E) jogando entre si, dentro do grupo, em turno e returno, classificando-se para a fase seguinte as duas equipes ganhadoras de cada grupo.

Na terceira etapa da competição, as equipes classificadas na segunda, se juntarão as equipes das Séries A e ao Sendas Esporte (campeão da Série B), sendo as equipes distribuídas em 02 grupos (F e G) jogando entre si, dentro do grupo, em turno e returno, classificando-se para a FINAL, a vencedora de cada grupo.

Estão no Grupo F os seguintes times: Vasco, Flamengo, Tigres do Brasil, América, Volta Redonda e o 1º Grupo D.

Já o Grupo G será composto pelas seguintes equipes: Sendas Esporte, Fluminense, Botafogo, Bangu, Friburguense e o 1º Grupo E.

O Vasco da Gama é o atual campeão do torneio.

Abaixo, você confere o regulamento e a tabela da 1ª fase da competição:

http://www.fferj.com.br/Sitenovo/2008/Campeonatos2010/OPG/Tabelagraopg.asp


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

COLUNA DE PAPO COM ''DOENTE'' COM ANDRÉ VERAS

Olá Amigos!

Continuamos no aguardo da OPG de juniores e enquanto isso volta ao assunto em relação ao planejamento de 2011. Como mencionei no artigo passado existe uma necessidade de formarmos uma boa base para que possamos montar uma equipe competitiva no próximo certame. Realmente erros existem, mas tenho verificado através dos comentários uma crítica pesada em relação à atual gestão do presidente Zeca Simões.

Mas volto um pouco ao passado e vejo que foi o mesmo que voltou com as categorias de infantil e juvenil, o que nas gestões anteriores estavam extintas. É claro que eu concordo que uma peneira deve ser feita com profissionais qualificados, o que na realidade não está ocorrendo. Realmente eu fiz questão de observar uma peneira e verificar que foram completamente amadoras as atitudes dos profissionais no qual estavam comandando o treinamento e a seleção dos atletas.

Em contrapartida eu concordo com o nosso amigo George, em que devemos chegar ao presidente e relatar alguns fatos e também sugerindo algumas alternativas plausíveis para que possamos melhorar e visando tudo em prol da instituição Bonsucesso Futebol Clube. Vou ser sincero para vocês, estou um pouco desanimado em relação à OPG, mas nunca deixarei de acreditar no nosso Bonsuça.

Na realidade temos que ser um pouco realista e fazer uma análise fria e agir mais com a razão e com o coração, e admitir que atualmente não é nada fácil administrar um clube onde o futebol profissional só dura seis meses independente do acesso ou não. E aí eu pergunto: E os outros seis meses? Como o clube vai pagar suas contas?

O São Cristovão, Olaria, Nova Iguaçu, Cabofriense e outros clubes de menos investimentos ainda continuam a obter receitas graças a revelações que conseguiram através de um bom trabalho de base. Eu concordo com algumas críticas, mas também acho que devemos fazer uma análise mais friamente e rever que é muito difícil hoje montar uma estrutura de divisão de base onde que o clube não dependa dos investidores.

Clubes como o Bonsucesso, mesmo com um quadro social, sempre foi dependente do futebol como os outros coirmãos. Por isso, mais uma vez vou ser repetitivo, devemos marcar um debate para que possamos colher as críticas e também elogios e criarmos alternativas para ajudarmos o nosso Bonsuça a chegar ao acesso em 2011.

Precisamos externar nossas opiniões e com certeza nos fortalecerá sempre, e através dessa conscientização seremos cada vez mais forte e quem sabe criarmos uma nova gestão administrativa para o clube.                                                

Um abraço a todos!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

URGENTE - CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

O Bonsucesso Futebol Clube, através de seu presidente Zéca Simões vem convocar a Categoria Infantil e Juvenil, para o reinicio de suas atividadades esportivas, no dia 01 de Outubro de 2010 as 10hs no estádio Leônidas da Silva.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

COLUNA DE PAPO COM ''DOENTE'' COM ANDRÉ VERAS

Olá Amigos!

Participei na última sexta-feira de uma palestra sobre Gestão Esportiva e quando foi mencionado o tópico a respeito sobre o futebol, o que me chamou mais a atenção foram a respeito da formação de uma boa categoria de base. Trabalhar com a base é fundamental para formarmos grandes craques e possibilitem um retorno significativo no investimento aplicado.

Mas vale ressaltar que muitos clubes hoje devido a sua necessidade e também com a falta de numerários para investimentos, servem de trampolim para que os pais e empresários possam projetar o atleta de depois vende-lo sem que o clube veja se quer algum retorno financeiro. Também foi abordada a necessidade de profissionalismo da comissão técnica em relação da montagem da categoria de base.

Os profissionais devem ser preparados e qualificados para que possa formar um garoto em um grande atleta e não esses que estão surgindo que não sabem administrar a fama. Esse atleta também precisar ter uma estrutura familiar para que possa saber administrar de modo gradativo a fama repentina. Concordo que vocês dizem que precisamos de profissionais qualificados para que possamos ter uma equipe competitiva nos campeonatos.

E com certeza, a formação de uma boa base pode ser a solução para que os clubes como o Bonsucesso possa voltar a brilhar no cenário do futebol local e nacional. Se tivermos profissionais competentes e alocarmos os recursos financeiros, que pode ser através de uma parceria, com certeza o sucesso será mais promissor. Devemos nos unirmos e juntos ajudarmos o clube nessa empreitada, e não pensarmos apenas em nossos interesses particulares.

 

Um abraço a todos!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

COLUNA EXTRARDIONÁRIA: COM HERMAN RUBRO-ANIL

Números da série B 2010 - profissionais


Maior goleada – Bonsucesso 8 x 1 Angra dos Reis – Estádio Jair Toscano – 1ª fase

Maior número de vitórias consecutivas em casa – Bonsucesso Futebol Clube – 13 vitórias

Maior invencibilidade em casa – Bonsucesso Futebol Clube – 15 jogos

Maior campeão – Bonsucesso Futebol Clube – 6 títulos (1921,1926,1927,1928,1981,1984)


Perda do título e eliminação da vaga para a série A 2011 – PURA INJUSTIÇA!!!!

O Bonsucesso ainda teve o segundo melhor ataque do campeonato, marcando ao todo 67 gols durante toda a competição, ficando atrás apenas do Quissamã, que marcou 69 gols.

O nosso rubro-anil também obteve o segundo melhor saldo do campeonato com 20 gols, ficando atrás apenas do Quissamã, cujo saldo foi de 39 gols.

Por esses números, dá para avistar adiante um futuro promissor e bem maior e melhor para o Bonsução. Não há dúvidas: a modernização do nosso clube é necessária; estrutura é preciso para a manutenção da base do time, bem como o investimento maciço nas divisões de base, quem sabe até contratando um ou outro craque.

Vamos começar a nos mover para que as mudanças comecem a acontecer o mais breve possível. Todos juntos apresentando ideias, sugestões são sempre bem-vindas. A OPG está chegando, e é a hora de apoiarmos os jogadores da base. Vamos ficar de olho nos novos talentos.


Avante, cesso!!!!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

COLUNA DE PAPO COM ''DOENTE'' COM ANDRÉ VERAS

Olá Amigos!

 Estar para iniciar a COPA OPG da categoria de juniores. Será um bom vestibular para a reestruturação do futebol profissional. Isto porque, o Nova Iguaçu, uns do que conseguiram o acesso, praticamente montou o time com a prata da casa. Não teve nenhum ¨medalhão¨ na equipe. Então seria muito bom se o nosso Bonsuça pudesse montar uma equipe competitiva e que da mesma formasse uma base para a Série B do Carioca de 2011. 

 Não sou contra aos ¨ídolos¨. Mas seria bom se pudesse mesclar a garotada que quer o seu lugar ao Sol junto com os considerados ¨ídolos¨. Mostrar para essa garotada a importância de defender as cores de um time tradicional e um dos fundadores da FFERJ. Como sabiamente sempre diz o nosso Diretor Robinho: ¨precisamos contratar um técnico que tenha a cara da segundona do Rio de Janeiro e que tenha a receita do acesso.

Vocês se lembram do nome do técnico do Nova Iguaçu? Eu não lembro. Isso quer disser também que não precisa contratar técnicos que são frustrados e também por se amigo de um ou de outro. Vamos fazer da OPG um espelho para iniciarmos o caminho para o acesso em 2011. 

Começarmos a trabalhar em prol de uma equipe que saiba traduzir o amor que conseguimos transmitir da arquibancada para o campo que às vezes não é correspondido. E para ser um ídolo rubro anil tem que se identificar com a torcida e com a tradição do clube. Procurar saber a sua história. 

Ou melhor, basta toda sexta visitar o blog e ler a brilhante coluna do nosso Conselheiro Benemérito George Joaquim. Acredito que seria um bom começo para pensarmos no acesso em 2011 e fazer valer a faixa colocada na última rodada mostrando o nosso fair play. 

 

Um abraço a todos!

domingo, 8 de agosto de 2010

IDOLOS DO RUBRO-ANIL ESTREIAM NO TUPI-MG

O Galo Carijó alegrou a torcida neste sábado, no Estádio Radialista Mário Helênio, com o resultado 1 X 0 em cima do Botafogo de Ribeirão Preto. O gol foi marcado pelo estreante Valdiram, aos 24 minutos do primeiro tempo (imagem da comemoração no anexo - por Leonardo Costa).

O técnico Ademir Fonseca realizou algumas alterações no elenco que atou nas últimas disputas: o também estreante Rodrigo ocupou o gol, realizando defesas com potencial, e a dupla Valdiram-Paty assumiu o ataque. Veja a escalação e opinião do técnico Ademir Fonseca no "Leia Mais"!

Escalação inicial: Rodrigo; Michel Lima, Riso, Fabrício Soares, Denílson, Sidinei; Léo Salino, Fábio Tenório, Gedeon; Rafael Paty e Valdiram.

Substituições: Sidinei por Henrique (1º tempo); Valdiram por Robson (2º tempo); Michel Lima por Jaiminho (2º tempo).

O jogo mais dinâmico apresentado pelo Tupi deixou o treinador satisfeito. "A equipe está mais encorpada", diz Ademir Fonseca. Apesar de ajustes necessários, o treinador avalia que o grupo foi guerreiro e disciplinado, realizando um bom jogo dentro da proposta. 

Ademir pretende trazer mais dois reforços durante a próxima semana, pensando principalmente na posição de lateral esquerdo. Após a partida, Valdiram comentou que foi gratificante "estrear bem e fazer o gol da vitória", o que pretende repetir na disputa contra o CENE fora de casa, no próximo sábado (14).

Com a vitória, o Tupi completa cinco pontos na tabela ao lado do CENE, se posicionando atrás do Madureira com sete. O Botafogo segue com quatro pontos na competição.


sexta-feira, 6 de agosto de 2010

UM ''BOM'' SUCESSO

Na tarde desta, quarta-feira, (04), o Tupi-MG confirmou a contratação de três jogadores do Bonsucesso para reforçar a equipe na disputa da série D do Campeonato Brasileiro.

Os reforços são o atacante Valdiram, que já se apresentou, o atacante Rafael Paty e o goleiro Rodrigo, que chegam nos próximos dias.

O Blog Fanáticos pelo Cesso, deseja ao trio muita sorte na nova empreitada e que ano que vem, voltem para levar o glorioso Bonsuça a primeira divisão do Campeonato Carioca.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

MELHORES DAS SÉRIE B E C!

Cabofriense recebe o troféu de campeão da Série B
Foto: Gabriel Tarnapolsky / Super Esportes


Por: Renan Moura

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro realizou, nesta quarta-feira, na sede do Fluminense, a Cerimônia Oficial de Encerramento e Premiação dos Campeonatos Estaduais das Segunda e Terceira Divisões.

Os campeões estaduais da série B, Cabofriense, e da série C, São João da Barra, receberam os troféus no evento, que também premiou as equipes das duas divisões que se destacaram nos quesitos ataque mais positivo, defesa menos vazada e equipe mais disciplinada. O Bonsucesso teve dois eleitos: o goleiro Rodrigo e o volante Júnior.


A seleção e o artilheiro de cada torneio também foram lembrados, além dos árbitros e árbitros assistentes. O "Giro Esportivo", da Rádio Tupi, foi eleito o melhor programa do rádio esportivo carioca. Os atletas das seleções foram escolhidos por especialistas e jornalistas esportivos reunidos pela FERJ. São eles:

Seleção Série B

Goleiro: Rodrigo Viana (Bonsucesso)
Lateral Direito: Netinho (Itaperuna)
Zagueiro Central: Arthur Sanches (Cabofriense)
Quarto Zagueiro: Douglas Assis (Cabofriense)
Lateral Esquerdo: Cortês (Quissamã)
Primeiro Volante: Júnior (Bonsucesso)
Segundo Volante: Bruno Reis (Quissamã)
Primeiro Meia: Marcus Vinícius (Nova Iguaçu)
Segundo Meia: Michel (Cabofriense)
Atacante: Fidélis (Itaperuna)
Atacante: Rômulo (Sampaio Corrêa)
Técnico: Antônio Carlos Roy (Cabofriense)

Artilheiro: Fidélis (Itaperuna) – 21 gols
Ataque mais positivo: Quissamã (69 gols)
Defesa menos vazada: Quissamã (28 gols)
Equipe mais disciplinada: Nova Iguaçu

Árbitros e Assistentes da Série B
Leonardo Cavaleiro (Árbitro), Luiz Antônio Muniz e Silbert Faria (Assistentes)


Seleção da Série C

Goleiro: Gláucio (São João da Barra)
Lateral Direito: Anderson (Campo Grande)
Zagueiro Central: Marreta (Três Rios)
Quarto Zagueiro: Nirley (São João da Barra)
Lateral Esquerdo: Dudu (Serra Macaense)
Primeiro Volante: Ailton (Três Rios)
Segundo Volante: Marlon (Campo Grande)
Primeiro Meia: Glauber (Barra Mansa)
Segundo Meia: Victor Boleta (Serra Macaense)
Atacante: Trindade (Serra Macaense)
Atacante: Rômulo (Barra Mansa)

Técnico: Carlos Alberto Miguel (Barra Mansa)
Artilheiros: Paycan (Marinho) e Trindade (Serra Macaense) – 13 gols
Ataque mais positivo: São João da Barra (50 gols)
Defesa menos vazada: Barra Mansa (16 gols)
Equipe mais disciplinada: Barra Mansa

Árbitros e Assistentes da Série C
Grazianni Maciel (Árbitro), Luiz Claudio Regazzoni e Ralph Coutinho (Assistentes)

terça-feira, 3 de agosto de 2010

COLUNA DE PAPO COM ''DOENTE'' COM ANDRÉ VERAS

Olá Amigos!

Mais uma vez nós não conseguimos o acesso. Mas pelo menos o sonho durou até a penúltima rodada do returno. Convenhamos que ultimamente nossas campanhas também não foram lá essas coisas, onde até da primeira fase não passamos. Venceu quem errou menos e conseguiu obter sucesso fora de seus domínios.

É claro que tanto faz ser o quarto como o décimo se só dois conseguem o acesso. Legal! Nós conseguimos a vaga na Copa Rio, mas sem desmerecer esse torneio, o objetivo principal era o acesso. Não vamos agora culpar A,B ou C, nós temos que nos unir e usar o blog para pontuar os acertos e os erros e fazer um planejamento mais eficiente começando pelo técnico, pois não adianta ter uma equipe tão boa quanto tivemos nesse campeonato se não tivermos um técnico com espírito de segundona, afinal como relatei na coluna passada foram SETE ¨treineiros¨.

Como sempre volto a mencionar o nosso eterno Diretor Robinho: ¨Com dois jogos fora de casa o time no mínimo tem que ganhar um, empatar outro¨. Não sei se é bem isso, mas me corrija se eu estiver errado Diretor.  Mas o resultado positivo foi à volta da torcida rubra anil ao estádio. O aumento de adeptos aos Fanáticos pelo Cesso que foi muito legal. Como eu sempre digo, o campeonato é da segunda, mas nossa torcida é de primeira. Vamos continuar com essa união!

A vocês anônimos continuem as críticas, mesmo que não queiram se identificar, mas sendo construtivas e sem ofensas pessoais, pois todos nós acertamos e erramos, mas sempre lembrando que o BONSUCESSO está acima de tudo e de todos. Vamos cobrar sim. Elogiar também. E através de nossos debates conseguirmos idéias para a benfeitoria do clube.

Que tal marcamos um dia uma reunião para estarmos debatendo idéias para a estruturação do futebol para 2011? Podíamos acionar o nosso PVC rubro anil, André Queiroz, e o nosso grande Anderson para podermos alimentar essa idéia. Podemos até estender para idéias além do futebol como também para o próprio clube em si. Gostaria que através dos seus comentários pudéssemos promover esse encontro, caso vocês sejam favoráveis.

E podem ter certeza que levaríamos as nossas idéias para os responsáveis pelo futebol, ou até diretamente ao Presidente Zeca Simões, que com certeza receberia nossas idéias. Quem sabe realmente como estava escrito na faixa sábado, 2011 não seja o ano do BONSUÇA. Mas concordo com vocês algumas coisas tem que mudar com urgência.

Um abraço a todos!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

RESUMO DE TREINADORES

RESUMO DE TREINADORES

 

Como prometi aos amigos Fanáticos farei um pequeno resumo dos 06 treinadores que tiveram o privilégio de comandar o nosso querido rubro-anil da Leopoldina.

Vamos começar pelo primeiro treinador;

Zé Rubens que assumiu dia 07/01 e pediu demissão, dia 18/02, o treinador veio do futebol paulista, mais precisamente do Noroeste-SP, e tinha um projeto em mãos, mas não acabou ocorrendo com a saída dos investidores paulistas do Bonsucesso.

Prós – Era um excelente nome para treinar o Bonsuça e levar a 1º divisão, era estudioso e disciplinador e bastante dedicado em seus treinos.

Contra – Não tinha um time à altura, e pediu contratações de jogadores duvidosos.

Flávio Anunzziata que assumiu dia 18/02 e foi demitido, dia 18/03, o treinador que veio primeiramente para ser Coodernador do futebol profissional, assumiu no começo da segundona, e foi demitido por resultados ruins, e o ápice foi na derrota diante o Sampaio Corrêa por 4 a 0. Anunzziata no comando do Bonsucesso acumulou apenas 1 vitória e 3 derrotas, em 4 jogos disputados.

Prós – Foi pego de surpresa, em assumir o comando da equipe, seu estilo de jogo era bem conservador e não tinha um time bom em mãos para levar o Bonsucesso a 1º divisão. Mas no contexto geral foi um bom treinador com poucas cartas na manga.

Contra – Nada de relevante, mas afirmava que o time que começaria o campeonato era para disputar o titulo, mas vimos que não com aquele time chegaríamos a 3º divisão.

Toninho Barroso que assumiu dia 19/03 e pediu demissão, dia 24/05, o treinador que estava desempregado, veio para assumir o Bonsucesso e levantar o time até a 2º fase do campeonato. Toninho Barroso tinha seu próprio estilo de jogo que agradava todos os jogadores do elenco, com sua chegada e as contratações que foram feitas, o time voou baixo e ficou 09 jogos invictos acumulando 7 vitórias seguidas. Toninho Barroso acumulou no comando da equipe um excelente aproveitamento, em 14 jogos foram 8 vitórias, 3 empates e apenas 3 derrotas.

Prós – Conseguiu armar um time para vencer e briga pelas primeiras posições, pegou o Bonsucesso na penúltima posição e levou o rubro-anil a 2º colocação da primeira fase. E na minha opinião foi o melhor treinador que o Bonsucesso teve no ano de 2010.

Contra – Nada de relevante, mas alguns torcedores não gostavam do seu estilo de jogo, de se preocupar primeiramente com a defesa e depois atacar, com isso surgiram muitas criticas ao seu respeito e insistia escalar um zagueiro que a torcida não gostava.

Ronald Cabral que assumiu dia 24/05 e foi demitido, dia 05/07, o treinador estava treinando a equipe de juniores e vim fazendo um bom trabalho, assumiu o time profissional e que estava em 2º lugar, manteve o time escalado pelo ex-treinador, mas as vezes perdia o comando da equipe, fez algumas mexidas no time como a entrada de Ratinho na lateral-esquerda agradando quase todos os torcedores rubro-anis. Ronald Cabral acumulou no comando da equipe 11 jogos, com 5 vitórias, 2 empates e 4 derrotas.

Prós – Era adorado por todos dentro do Bonsucesso, e já tinha trabalhado com alguns jogadores, no ano de 2009

Contra – As vezes perdia o comando da equipe, e isso o prejudica e muito, no decorrer da competição.

Lucho Nizzo que assumiu dia 08/07 e pediu demissão, dia 15/07, o treinador estava desempregado e tinha a missão de conseguir o tão sonhado acesso, em 2 jogos no comando da equipe conseguiu 1 vitoria e 1 empate, sua saída foi por receber uma proposta do mundo Árabe.

Prós – Nada de relevante, apesar de ser um treinador conhecido nacionalmente.

Contra – Sua saída do time, com apenas 01 semana no comando.

Sergio Cosme que assumiu dia 15/07 e tem contrato até dia 10/08, o treinador estava desempregado, e tinha também a dura missão de levar o rubro-anil a 1º divisão, em 04 jogos no comando da equipe conseguiu 2 vitorias, 1 empate e 1 derrota

Prós – Nada de relevante

Contra – Nada de relevante

AMISTOSO - FLAMENGO X BONSUCESSO

Flamengo x Bonsucesso se defrontam amanhã as 15hs
Foto: Flápedia

Para quem ainda achou que o futebol profissional do Bonsucesso, estivesse terminado no ano de 2010 está enganado, pois amanhã as 15hs o Bonsucesso enfrentará o Flamengo em um jogo-treino na Gávea.

O rubro-anil da Leopoldina entrará com força máxima, nesse importante amistoso, jogadores importantes como, Rafael Paty, Thiago Eleutério, Allan e Éberson participarão do certame.

E o todo poderoso Flamengo jogará com seu time principal e titular, que jogou ontem contra o Vasco da Gama pelo Brasileirão da Serie A.

Torcedores rubro-anis, não percam essa oportunidade de ver nosso glorioso Bonsucesso se defrontando com o Flamengo, amanhã, (terça-feira (03), as 15hs no estádio da Gávea.


domingo, 1 de agosto de 2010

DERROTA NO APAGAR DAS LUZES!

Bonsucesso fecha a Segundona com derrota em casa
Foto: FERJ


Por: Renan Moura


Torcedores do Rubro-Anil,

O Bonsucesso encerrou a sua campanha na Segunda Divisão do Campeonato Carioca com uma derrota para o Nova Iguaçu, em casa, por 2 a 1, na tarde deste sábado. A Laranja da Baixada ainda sonhava com o título, mas a Cabofriense derrotou o Itaperuna por 4 a 1 e ficou com a taça. Já o Bonsucesso terminou na quarta colocação com 31.

O Nova Iguaçu ainda com pretensões na competição partiu para cima desde o primeiro minuto de jogo, mas não chegava a assustar. O Cesso buscava abrir o placar explorando a velocidade de Éberson. Aos 41 minutos, os visitantes conseguiram chegar ao gol de pênalti. Thiago Eleutério puxou a camisa de William dentro da área e o árbitro Marcelo de Lima Henrique não teve dúvidas ao marcar a penalidade. Lukian cobrou bem e abriu o placar. 1 a 0.

Na volta do intervalo, o time da Leopoldina conseguiu o empate. Pedroso cobrou falta para dentro da área, Allan ajeitou e soltou o petardo para deixar tudo igual no Leônidas da Silva. 1 a 1. Porém, a torcida rubro-anil não teve nem tempo de comemorar. Quatro minutos depois, William colocou o Nova Iguaçu novamente na frente. 2 a 1.

A última chance do Cesso aconteceu com Allan. Melhor jogador em campo, o atacante arriscou o chute, mas a bola carimbou o travessão. Aos 33, o meio-campo Júnior acabou sendo expulso e complicou ainda mais a situação do time da casa que não teve forças para reagir e ficou nisso.

Agora é refletir e tirar os pontos positivos da campanha deste ano. A equipe começou mal, mas aos poucos foi ganhando confiança e terminou entre as quatro melhores da competição. Para a temporada 2011 na Segundona é preciso planejamento. Essa palavra é a chave para qualquer clube que queira novamente vislumbrar um caminho de sucesso. É importante haver uma pré-temporada, ter um elenco forte e consistente desde a primeira rodada e manter um treinador de gabarito até o fim. Esses são pilares conhecidos por todos que fazem de um clube campeão.

Avante, Bonsucesso! Os Fanáticos estarão sempre com você!


Ficha Técnica: Bonsucesso 1 x 2 Nova Iguaçu
Data: 31 de julho
Local: Estádio Leônidas da Silva, em Bonsucesso
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Sérgio Waldmann e Flávio Manoel da Silva

Bonsucesso: Rodrigo, Ivan, Admilton, Thiago Eleutério e Ratinho; Júnior, Pedroso, Thiago Ramos (Valdiram) e Eberson (Assumpção); Allan e Paty. Técnico: Sérgio Cosme.

Nova Iguaçu: Vander, Felipe (Rafael), Leonardo, Naylor e Vaguinho; Jeferson, Paulo Henrique, Diego e Glauber (Sérgio); William e Lukian (Wellington). Técnico: Josué Teixeira.


A diretoria do Bonsucesso prestou uma homenagem na tarde deste sábado, na partida contra o Nova Iguaçu, à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro.

Em duas faixas expostas no gol do lado esquerdo das sociais, a diretoria do clube parabenizou à FERJ pela excelente organização da competição e, também a Cabofriense e o Nova Iguaçu pelo retorno à Série A.