terça-feira, 23 de julho de 2013

NOVA COLUNA DO GEORGE JOAQUIM

Imagem inline 1

Foto: Chandy Teixeira.

Finalmente o pleno TJD/RJ (foto) julgou o recurso do Goytacaz sobre o caso Talis, atleta que jogou irregularmente por duas partidas no campeonato. A maioria dos auditores seguiu a punição imposta na 1º instância pela perda dos seis pontos (dois votaram pela perda de nove pontos). Mas, o finalmente é apenas na Federação. Mesmo derrotado, o clube campista recorrerá ao STJD para tentar recuperar os pontos perdidos pela escalação infeliz do atleta. Fonte: (http://globoesporte.globo.com/rj/serra-lagos-norte/noticia/2013/07/pleno-do-tjd-rj-mantem-pena-de-6-pontos-para-o-goyta-na-serie-b-do-rio.html)

Enquanto a decisão final não acontece, o campeonato segue paralisado pela Federação de Futebol. A postura dos recursos judiciais, mesmo sendo um direito legítimo do Goyta, interfere e muito na vida dos clubes envolvidos nas semifinais da Taça Corcovado. Além da preparação dos atletas há a finalização dos contratos dos jogadores e que os clubes deverão prolongar estes contratos sem uma previsão do encerramento extra campo, envolvendo Fato x Direito. Até o momento, o Fato F.C. está vencendo, mas, o Direito F.C. quer colocar água no chopp.


Resgatando a História.
Imagem inline 2

Foto: Revista Bonsucesso/Junho/1948.

Há 66 anos o Bonsucesso realizava uma grande festa na Teixeira de Castro. O Presidente Dr. Floriano de Góes (foto) entregou à torcida novas arquibancadas de concreto e uma nova social, iniciando uma nova etapa para o Glorioso Templo da Leopoldina. O Estádio da Teixeira de Castro (hoje Leônidas da Silva) foi reinaugurado com dois grandes jogos amistosos. O principal foi o tradicional Clássico Suburbano Bonsucesso x Madureira. O outro jogo foi o tradicional “Clássico Vovô” do futebol carioca, Botafogo x Fluminense. No Clássico Suburbano, vitória do Cesso por 3 a 2. No outro, um espetacular empate de 5 a 5.

Ficha Técnica: 
Bonsucesso 3 x 2 Madureira
Competição: Amistoso.
Local e data: Teixeira de Castro - 29/06/1947.
Árbitro: Guilherme Gomes.
Gols: Zé Luiz, Jorge e Flávio; Beijinho e Genésio.

Bonsucesso: Max, Gato e Antoninho; Cambuí, Mirim e Nélson; Ruy (Nerino), Ubaldo, Zé Luiz, Jorge (Flávio) e Eunápio.

Madureira: Neném, Messias (Mário Brandão) e Perereca; Olavo, Hermínio (Claudionor) e Godofredo; Lupércio, Genésio, Cidinho (Caíco), Beijinho e Esquerdinha.




Abração a todos.