quinta-feira, 13 de junho de 2013

NOVA COLUNA DO HERMAN RUBRO-ANIL




BONSUCESSO SOFRE PRA DEDÉU, MAS VENCE O TIGRES E SE CLASSIFICA!!!
FALA, GALERA RUBRO-ANIL!!!!
            E o Bonsucesso sofreu pra dedéu pra conseguir vencer o Tigres no Brasil, sábado passado, na Teixeira de Castro. Com o sofridíssimo gol salvador de Alex Alves, aos 41 minutos da etapa final, somado à combinação de resultados dos jogos culminando com a derrota do Barra da Tijuca e o empate do Ceres, o rubro-anil, que era, entre os candidatos à vaga pras semifinais, a agremiação com menos chances de conquista-la, consegue a sua vaga para os mata-matas e vai enfrentar o Angra dos Reis em uma das semifinais. Haja coração! Mas haja coração!!!
            A partida começou em ritmo meio lento, sem muitas emoções; apesar disso, o Tigres começou os primeiros minutos partindo pra cima do Bonsuça na base do abafa, principalmente pelo setor direito. O time de Xerém começou a lançar muitas bolas pra área bonsucessensse e a zaga se encarregava de mandar a bola pro mato que o jogo é de campeonato. Aos poucos, o Bonsucesso foi começando a tomar as rédeas da partida e começou a se fazer mais presente na área do time visitante. Os principais ataques rubro-anis aconteciam pela esquerda, pois pelo meio era muito difícil avançar, já que se formava uma verdadeira barreira amarela e verde por ali.
            Na volta da parada técnica foi que os ataques começaram a se tornar mais insistentes de lá e cá. O Bonsucesso penava que penava tentando penetrar na defesa do Tigres e quando conseguia a zaga prontamente livrava o perigo. E assim foi o panorama até o final da etapa inicial do confronto.
            Veio o segundo tempo e o Bonsucesso buscou atacar o Tigres de maneira ainda mais aguerrida e insistente; porém, um problema que se mostrou muito sério no primeiro tempo se agravou ainda mais no segundo: os passes errados. Minha nossa, foi um festival deles. Foi incrível constatar o tanto de passes que o Bonsucesso errou durante a partida. Certamente foi uma das partidas onde o rubro-anil errou mais passes. Nunca vi o Bonsuça errar tantos e tantos passes numa só partida. O técnico Ricardo Barreto precisa fazer um treinamento bem intensivo com essa galera, principalmente nesse quesito. Porque, afinal, vamos para um jogo de mata-mata na próxima semana e o time não pode falhar, principalmente porque o jogo é na casa do adversário. Então é necessário que todo mundo tenha muita atenção quanto a isso.
            Voltando ao jogo, logo aos 12, Marlon parte com a bola dominada e avança pela linha de afundo; Marco Túlio não consegue achar a bola, mas Renan consegue cabecear firme pra defesa do goleiro Poti. Na seqüência, contraataque perigosíssimo do Tigres; Cassius, que havia acabado de entrar, recebe preciso lançamento, entra na área rubro-anil e, de frente pro crime, fuzila; Santiago executa uma defesa providencial e manda a bola pra córner, evitando que o Tigres abrisse o placar na Teixeira de Castro. Susto na galera rubro-anil!!!!
            No minuto seguinte Cassius novamente entra em ação. O atacante do Tigres deixa dois marcadores pra trás, invade a área e bate rasteiro. A bola explode na trave direita de Santiago e caiu, novamente, no pé do atacante visitante, que finaliza de primeira e Santiago mostrando que está com os reflexos em dia executa outra providencial defesa. Num lance de bola parada a favor do Bonsucesso, a bola é batida com muita força e vai parar lá no estacionamento do supermercado Guanabara, mais uma vez irritando a torcida.
            Em um lance de ataque do Bonsucesso o atacante entra na área e é derrubado pelo defensor do Tigres: pênalti que o juiz não marcou. Aliás, esse árbitro prejudicou muito o cesso no jogo de sábado. Não marcou faltas (que aconteceram) para o Bonsucesso, deu faltas para o Tigres (que não foram), enfim, meteu a mão no cesso.
            Apoiado pela torcida, que não parava de berrar um segundo sequer, o Bonsucesso se lança pro campo de ataque. Aos 38, Josafá ganha uma dividida e toca para Renan, dentro da área. O atacante soltou uma bomba de perna direita e Poti fez uma boa defesa com os pés.
            O Bonsucesso precisava muito da vitória; estava quase tudo ajudando, pois os resultados os outros jogos estavam favorecendo o Leão da Leopoldina naquele momento da partida. Estava tudo conspirando a favor do rubro-anil; os adversários estavam ajudando o Bonsucesso a conseguir a vaga e só ele próprio não estava se ajudando, pois faltava ainda o gol. O Bonsucesso tinha que vencer de qualquer maneira, fosse gol de mão, impedido, por 0,5 a 0, gol aos 49 do segundo tempo, fosse como fosse, o Bonsucesso tinha que terminar a partida com os três pontos conquistados, custasse o que custasse. Do contrário, o sonho de chegar às finais da Taça Corcovado e de ser campeão, conquistando o título da segundona e voltar à série A terminaria ali.
            O rubro-anil continuava errando passes e mais passes; num ataque pela esquerda o atacante rubro-anil erra feio o cruzamento e manda a bola pra fora, irritando profundamente a torcida, que começava a perder as esperanças. Eu fui quem mais ficou irritado com esse lance, que aconteceu já próximo dos 40 minutos. O Bonsucesso lutava, lutava e lutava e nada do gol salvador sair. Os resultados de Cabofriense x Barra e América-TR x Ceres permitiam a classificação ao rubro-anil, mas se o Leão não vencesse ele estaria fora.
            Foi quando veio o lance que fez a Teixeira de Castro inteira vir abaixo: aos 41 minutos, Alex Alves recebe livre na área e toca com muita precisão por cima do alto goleiro do Tigres; a bola passa por um milímetro por cima da mão dele e ainda toca a trave antes de ultrapassar a linha do gol. Um golaço!!!!!!! GOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL!!!!!!!!!!!!!!!!!! ÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉ DO BONSUCEEEEEEEEEESSSSSSSSOOOOOOOOOOOOOOO!!!!! Finalmente!!! UFA!!! Bonsucesso 1 x 0 Tigres do Brasil!!!!
            A Teixeira de Castro explode de muita, mas muita alegria mesmo nas arquibancadas, nas sociais e até quem vinha passando na porta do clube deve ter gritado também. A galera festejando, comemorando. Poucas vezes se viu uma partida tão emocionante como essa; foi mais emocionante até do que aquela contra o Serra Macaense, quando Santiago havia feito aquela defesa salvadora. Mas a partida de sábado foi diferente; o gol saiu quando já praticamente não havia mais esperança. Era o gol da classificação.
            Aí foi só o Bonsuça administrar o resultado para poder comemorar a sofrida classificação para as semifinais da Taça Corcovado. Agora é hora do time se preparar e se esmerar nos treinamentos pra no jogo contra o Angra, multiplicar em nem sei quantas vezes essa raça apresentada nos jogos na Teixeira, principalmente no de sábado.
            E a torcida também precisa começar a se preparar para o confronto. Preparem o coração pois o jogo de sábado será um verdadeiro teste pra cardíaco. Até lá, galera!!! Saudações rubro-anis!!!!

Nenhum comentário: