terça-feira, 22 de julho de 2008

ARBITRAL CONFIRMA DATA DE ESTRÉIA DA SEGUNDONA PARA O PROXIMO SABADO

Foi realizado na tarde desta segunda-feira (21) na sede da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) o segundo arbitral do Estadual da Segunda Divisão, e constou na lista dos presentes que foi passada pela assessoria da entidade, 23 dos 26 clubes confirmados para a disputa que teve a data mantida e confirmada para o próximo sábado, dia 26.

A reunião serviu principalmente para que fosse feito um alerta aos clubes para que possam agilizar e concluir o mais breve possível as exigências feitas pelos órgãos competentes, para que os estádios possam sediar as respectivas partidas e desta forma, para que possam receber público.

"Essa reunião de hoje tem como objetivo a luta e ajuda para resolver as pendências em quase todos os estádios. Tem até quinta-feira para que não precisem jogar com os portões fechados", declarou o presidente da Ferj, Rubens Lopes.

A relação foi distribuída para os clubes e a grande maioria tem pendências, das maiores as mais fáceis de serem solucionadas. "Pelo que estamos vendo aqui, vamos ter muitos jogos com os portões fechados, o que é uma grande pena", afirmou o Lopes.

Uma das novas exigências apresentadas aos clubes, é a de que terão que apresentar antecipadamente, em 48h, a relação dos profissionais que estarão trabalhando nas UTI`s, que obrigatoriamente têm que ter um médico, 2 enfermeiros com curso superior e motorista. "Se não tiver, o mandante perde os pontos do jogo".

Uma questão levantada foi as dos casos em que se repetiram várias vezes. Com a bola rolando, a ambulância é chamada para um atendimento, e como fica a partida?

"Se for para atender alguém que estiver envolvido no jogo, como um torcedor, isso é normal, até porque a ambulância está ali para isso. O que não pode é parar o jogo para um atendimento de um acidente nas proximidades. Portanto, entendemos que contratar uma UTI particular é a melhor saída, e apresentar o contrato. Nos casos em que são oferecidas por prefeituras, é necessário um documento da própria Prefeitura assumindo todas as responsabilidades da permanência da mesma no estádio. A punição caso tenha que sair e não retorne em 30 minutos, é a mesma da que se não tiver a UTI", afirmou Rubens Lopes concluindo que o policiamento é obrigatório.

Mais questionamentos pertinentes aos jogos

Ao ser perguntado sobre a possibilidade de inversão de jogos, o presidente da Ferj vetou e impediu qualquer tipo de argumentação. "Mudança de data somente em comum acordo dos clubes, e inversão de mando de campo em hipótese alguma. Isso não é mais permitido, pois entendemos que temos que respeitar o calendário e os demais clubes dos grupos, que podem se sentir prejudicados".

O televisionamento através do canal fechado NGT, foi novamente confirmado pelo presidente, sendo que o mesmo não tinha confirmação e quando e nem mesmo com qual partida iria começar. A previsão era de que os jogos deveriam ser transmitidos aos sábados, às 11h, e nenhum clube foi comunicado sobre mudança de horário de jogo.

"Até o momento não tem contrato assinado e não nos passaram a grade de transmissões, que ficou para que eles resolvessem, pois a opção é deles".

Fonte : Futrio

Um comentário:

sobre o futebol carioca 2008 disse...

o seu blog, esta muito maneiro.
depis dar um passada no meu blog tbm
um abraço
fui