quinta-feira, 26 de março de 2015

BONSUCESSO DEIXA ESCAPAR VITORIA NO FIM


Clássico é clássico! O dito popular cabe perfeitamente no ocorrido na tarde desta quarta-feira, 25, no Estádio Aniceto Moscoso. Num lado o embalado Madureira, no outro o desesperado Bonsucesso. Para quem pensa que o Tricolor Suburbano “passearia” em casa, se enganou. O Leão da Leopoldina saiu na frente, porém, tomou o empate no fim, com gol do artilheiro Rodrigo Pinho e, de quebra, faturou a Taça Rio.

Com o resultado, o Madura caiu para a terceira colocação, onde soma 24 pontos. Por sua vez, o Rubro-Anil da Leopoldina subiu para a 12ª posição, com 8 pontos.

Primeiro tempo pegado e nada de gols

A partida começou tensa. O Tricolor Suburbano tinha a pressão de construir um resultado favorável diante de sua torcida para poder levantar a taça. O Rubro-Anil, na luta contra o rebaixamento também estava sob pressão e tentava se impor contra a equipe da casa.

Logo aos 6 minutos, uma boa trama no ataque deixou Rodrigo Pinho na cara do gol. O artilheiro chutou e Preto fez grande defesa, salvando o Cesso. Aos 23, Camacho teve grande chance, mas acabou isolando. O Madura trabalhava melhor a bola, mas tinha dificuldades de levar perigo aos visitantes. Preto estava inspirado e não parecia disposto a deixar o time da casa gostar do jogo.

As duas equipes estavam pilhadas e o jogo era muito pegado, mas leal. No finalzinho do primeiro tempo, Thiago Galhardo invadiu a área e finalizou. Preto defendeu mais uma vez e garantiu o zero a zero no primeiro tempo

Cesso joga melhor e abre o placar, mas Rodrigo Pinho salva o Madura e dá o título

A segunda etapa começou como a primeira, com o Madureira pressionando. Rodrigo Pinho arriscou um chute forte.Preto tocou na bola que ainda bateu na trave e saiu. No lance seguinte, Thiago Galhardo fuzilou de cabeça e Preto operou um milagre fazendo uma defesa linda.

O Leão da Leopoldina respondeu pouco depois. Ivan Fez grande jogada, tirou da marcação e lançou Lucas Fernandes que tocou na saída de Jonathan para abrir o placar. Bonsucesso 1 x 0.

Muito nervoso, o Madureira começou a se tornar coadjuvante na partida. O Cesso trabalhava melhor e comandava as ações ofensivas. Jadson trabalhou bem a bola, driblou e disparou em velocidade até ficar cara a cara com o goleiro. O que seria um gol de placa, acabou não sendo. Na hora de finalizar, Jadson acabou isolando a bola que passou por cima do travessão.

Nos últimos minutos, o Tricolor Suburbano começava a encaixar o seu jogo e voltava a pressionar os visitantes. Aos 42, numa bela trama na área, Rodrigo Pinho subiu mais que a zaga e testou para o fundo da baliza, sem chances para Preto. Tudo igual: Madureira 1 x 1 Bonsucesso.

Foto e Matéria: Diego Zurita (Super-Gol.com)

Um comentário:

José Pinheiro disse...

Apesar do gol no final, ótimo resultado. Faltam três jogos e mantermos dois pontos acima da "linha da degola". Sem considerar o "imbroglio" enolvendo a possível perde de pontos do Barra Mansa, há boas chances de seguir na primeira divisão.
O jogo contra o Nova Iguaçu vai ser fundamental, uma vitória e mais um pontinho nos outros dois jogos (provavelmente contra a Cabofriense), resolve a vida do Cesso.
O time tem que jogar com inteligência contra o Nova Iguaçu, sabendo explorar o nervosismo do adversário, marcando firme e saindo rápido para o contra-ataque. O time deles, apesar de ter alguns jogadores experientes e com certa técnica, é lento na recomposição e sujeito a contra-ataques.