terça-feira, 25 de março de 2014

EX-GOLEIRO DO CESSO SUPERA TUMOR ANTES DE VOLTAR AOS GRAMADOS

Todos os jogadores do Paulista de Jundiaí encerram o campeonato estadual tristes com o rebaixamento para a Série A2, exceto um: o goleiro Jayme. Obviamente, ele não ficou satisfeito com os resultados dentro de campo, mas tem um motivo maior para comemorar. 
Após ficar na reserva nas cinco primeiras rodadas do torneio, Jayme descobriu que tinha um tumor maligno e se afastou da profissão para tratar a doença. Depois de uma cirurgia bem sucedida, o atleta comemora a cura e, ao lado da esposa e do filho de três anos, revela o medo que sentiu principalmente pelos casos de câncer na família.
– Todos sabem que essa doença é difícil e eu perdi minha irmã por causa de um câncer. Meu pai também teve e se curou, mas eu, minha esposa e meu filho ficamos muito assustados. Nunca fiz muitos exames preventivos, foi Deus que me mandou procurar o médico mesmo. Nesse período, nem lembrei de trabalho, jogos, pontos. Agradeço demais ao Paulista, que me deu todo o apoio – revela o goleiro, emocionado.
Médico do Paulista e responsável pela cirurgia, Mauro Brescancini diz que o atleta levou um susto natural com a notícia, mas foi muito corajoso durante o processo de tratamento.
– Ele se assustou, como ocorre com qualquer pessoa que recebe essa notícia. Mas o Jayme tem a cabeça muito boa e foi muito forte. Não houve metástase, que é o "espalhamento" do câncer para outras regiões, e agora é só acompanhar. Ele poderá tocar a vida normalmente – comemora o médico.
O contrato de Jayme com o Paulista termina no mês que vem e ele ainda não sabe se vai continuar no clube. Sua única certeza agora é a necessidade de aproveitar a vida.
– Estou feliz por ter saúde, por estar vivo. Quero estar ao lado da minha família, jogar futebol e, se possível, não receber uma notícia dessas novamente – desabafa o atleta.

Um comentário:

Herman disse...

Que bom que está tudo bem com ele agora.