segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

NOVA COLUNA DO HERMAN RUBRO-ANIL: A PRIMEIRA VITORIA NO CARIOCA

Fala Galera Rubro-Anil,
Grande nação rubro-anil. Um momento super-histórico aconteceu ontem na Teixeira de Castro. Um momento magnífico!!! Deslumbrante!!! Espetacular!!! Proparoxítono!!! E sei lá mais o quê!!! Sabem o que é??? A queda da inflação??? Não!!!! Piso salarial de 2.000 reais pra todo mundo??? Não!!! Aumento no orçamento para a saúde pública??? Também não!!! Se não foi nada disso, então o quê que foi???

Foi que, na tarde deste domingo, o Bonsucesso Futebol Clube, orgulhosamente tem a honra de dizer que venceu a primeira partida no ano de 2.014. É isso mesmo, amigos. O Bonsucesso finalmente (UFA!!!!) venceu sua primeira partida no campeonato carioca, depois de uma campanha pra lá de agoniante. E foi em grande estilo. Uma sonora goleada em cima do Macaé: 3 x 0!!!!!! Eu falei: 3 x 0!!!!
O novo treinador do rubro-anil, Alfredo Sampaio, parece ter dado uma outra cara ao time; o time melhorou demais a sua atuação. Começa o jogo e o rubro-anil parte com tudo pra cima do time macaense. Um pouco afoito, como sempre erra nas finalizações. Aos 8 minutos, Geovani cobra falta perigosa contra o time macaense, Luiz Otávio desvia de cabeça e Somália quase mete o côco na bola pra dentro do gol. Grande chance do Bonsuça. Minutos depois, Renan recebe livre e bate cruzado. A bola passa perto do poste direito.
Em seguida, foi a vez do meia Fernando assustar o xará, goleiro do Macaé, que defendeu os dois chutes do meia, de fora da área. Mesmo melhor, o Cesso diminuiu o ritmo, mas voltou a levar perigo aos 39, quando Renan bateu falta e Da Silva chutou na rede pelo lado de fora. Só no fim da etapa inicial o Macaé cria sua primeira chance de gol. Bruno Alves manda de muito longe e Lopes quase deixa a bola passar, mas, para nossa alegria, a bola se perde pela linha de fundo. Na sequência, Leonardo manda um petardo e o goleiro Lopes faz um verdadeiro milagre pra defender e evitar o gol macaense.
E aos 45, surge o lance marcante do primeiro tempo: Luiz Otávio inicia contraataque, Fernando aproveita a desatenção da zaga do Macaé e parte com a bola dominada do campo rubro-anil até o gol macaense. E vai carregando, carregando, carregando a bola e a zaga não consegue acompanha-lo e então, da entrada da área, manda um petardo e... o que acontece??? Atenção todo mundo: Para tudo!!! Para tudo!!!! Acontece um fato meteórico, prosopopeico, retumbante, único em todo o mundo. TARARARARAAAAAAAAAAAAMMMMMMMM!!!!!! Derrube os tambores, maestro!!!! GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL do Bonsuça!!!!! Golaço rubro-anil na Teixeira de Castro. Bonsucesso 1 x 0 Macaé!!!! Aleluia!!!
Na etapa final é o Macaé quem parte pra cima do Bonsucesso (lá vai o Bonsuça mais uma vez passar sufoco...) Ernani entra pela esquerda e chuta pra fora. Na sequência, Marquinhos dispara um petardo e Lopes espalma no puro reflexo. O Cesso se mantinha retraído durante o segundo tempo.

Foi quando aconteceu outro lance meteórico na Teixeira de Castro. Meteórico, proparoxítono, retumbante, etc. Em contraataque pela esquerda, Rick cruza na área macaense e alguém sobe mais que todo mundo, mete o côco na bola, que vai parar no fundo das redes. Quem é? Quem é? Quem é? O gol? É dele!!! Showmália!!! Ele mesmo!!! Somália cabeceia firme pra fazer o segundo gol do Bonsuça, sendo o seu primeiro gol com a camisa rubro-anil, aos 23 da etapa final. E não podia faltar a tradicional dancinha comemorativa após cada gol. Placar da Teixeira de Castro agora é: Bonsucesso 2 x 0 Macaé!!!!
Mesmo levando 2 no côco, o time da Região Norte Fluminense não abria mão de atacar. Aos 30, Daniel cruzou para Leonardo cabecear: Lopes pegou de novo, antes de voltar a fazer milagre em cabeçada de João Carlos. E aos 47, veio o lance pra sacramentar a vitória rubro-anil na Teixeira de Castro; Somália, que havia ido à zaga pra apoiar na marcação, faz lançamento preciso para Samuel, que parte em disparada no contraataque decisivo da partida. Vai carregando a bola sem que a zaga consiga para-lo, e aí toca pra Vitor Hugo, livre, mandar o petardo pra sacramentar a vitória do Bonsucesso para o fundo do gol: Bonsucesso 3 x 0 Macaé!!!! Graças a Deus!!!!

Alegria total e absoluta na Teixeira de Castro, como há muito (mas muito mesmo) não se via. Fim de jogo!!! Euforia total que se irradia do estádio e sai pelas ruas de Bonsucesso. O time desta vez realmente jogou futebol e por isso mereceu a vitória. Agora é partir com tudo pra cima do Audax na quarta-feira em Moça Bonita e buscar nova vitória, pra deixar de vez a zona de rebaixamento. E seguir firme no seu intuito de permanecer na primeira divisão. Até lá, amigos!!! Saudações rubro-anis!!!

Nenhum comentário: