segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

APÓS TREINAR NO CESSO, A. PARAIBA SE TRANSFERE PARA O SALGUEIRO-PE


E a diretoria do Bonsucesso continua trabalhando nos bastidores para reforçar o elenco para a disputa do Campeonato Carioca do ano que vem. Sem ainda anunciar oficialmente o acerto com reforços, alguns jogadores vêm participando da pré-temporada que se iniciou na Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, e estão sendo observados pelo técnico Ricardo Barreto. Além de Samuel Lopes, ex-atacante do Paysandu e Grêmio, o meio-campo Anderson Paraíba, de 23 anos, que teve passagem pelo Sport Recife, também integrava o grupo e poderia permanecer para o Estadual.
 

Mas, o canhoto de 23 anos, natural de João Pessoa, na Paraíba, acabou acertando a sua transferência para o Salgueiro, de Pernambuco. Apesar da pouca idade, o atleta já coleciona certa rodagem e era considerado uma das revelações do Nordeste. Após ter sido revelado pelo CSP, se transferiu para o Sport ainda nos juniores quando foi considerado o melhor meia em um torneio sub-20 na Alemanha, mas com poucas chances quando foi alçado aos profissionais, acabou por retornar ao clube paraibano para a disputa da Copa PB em 2012.
 

Além do Sport Recife, Anderson Paraíba atuou pelo Campinense, Grêmio e no futebol do exterior, pelo Metalyst Donetsk, da Ucrânia.
 

AZAR NA ILHA DO RETIRO
 

Quando esteve no Sport, o jogador chegou e logo recebeu a camisa 10 do treinador Mazola Júnior, mas a pressão pela expectativa com pouca idade acabou por atrapalhar o atleta. Entre os profissionais, poderia até ter se consagrado, caso tivesse aproveitado uma chance clara de gol no jogo contra o América, que terminou com empate sem gols e marcava a reinauguração da Ilha do Retiro. Ele recebeu uma bola dentro da área, frente a frente com o goleiro Adson, aos 49 do segundo tempo, e chutou na trave. À época, Anderson Paraíba lamentou o ocorrido.
 

“Talvez se eu tivesse colocado aquela bola para dentro, as coisas teriam mudado, pois a torcida ia ficar do meu lado. Eu subi para o profissional do Sport com aquela pressão de ter sido um dos destaques da equipe Sub-20. Isso atrapalhou um pouco, pois os torcedores tinham na cabeça que eu entraria nos jogos para resolver”, disse.
 

Além dele, outros jogadores estão sendo analisados, mas o departamento de futebol do Bonsucesso prefere trabalhar na surdina para que o mesmo não aconteça com outros atletas que ainda não assinaram contrato com o clube.

Nenhum comentário: