segunda-feira, 30 de setembro de 2013

CONFIRA A ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O GOLEIRO LEANDRO SANTIAGO: "QUERO CONTINUAR NO BONSUCESSO EM 2014"


O Bonsucesso retornou à elite do futebol carioca graças a um excelente trabalho não só da comissão técnica como também dos jogadores que não desistiram do sonho de levar o clube a Primeira Divisão no ano do centenário (o Rubro-Anil completa 100 anos no próximo dia 12 de outubro). E um desses heróis foi o goleiro Leandro Santiago.

O mineiro de 26 anos, que teve passagens nas categorias de base do Flamengo, Fluminense e Madureira e atuou como profissional por Olaria, Madureira, Caldense-MG, Cuiabá, São Raiumundo-AM, Fast Clube-AM, Rio Branco-MG, Luiziania-GO, Poços de Caldas-MG, Tricordiano-MG e o Unaí-MG, até chegar ao Leão da Leopoldina no inicio da temporada foi eleito o melhor jogador da posição na Série B do Rio de Janeiro pelo site Futrio.net com 61% dos votos dos internautas.

Um dos líderes da equipe dentro e fora de campo, Santiago comentou sobre a vaga que o time conseguiu após muito trabalho durante esses últimos meses mesmo sem o título devido o empate com o América por 0 a 0, no estádio Leônidas da Silva, que acabou premiando a Cabofriense.

“A virtude maior desse grupo foi a doação em campo. Sabíamos desde o início que não tínhamos um jogador de peso pra fazer a diferença. Mas, faríamos a diferença se todos estivessem juntos como um grupo, uma família. E foi assim que fomos indo até subirmos. As vezes dois ou três jogadores não estavam bem em um jogo aí nos uníamos ainda mais e os outros sete ou oito corriam o dobro para não sentirmos a falta de quem estava mal em campo. E isso foi uma constante nesse nosso grupo”, disse com exclusividade ao Blog Fanáticos pelo Cesso.

Leandro Santiago comentou sobre a volta por cima durante a competição após receber algumas criticas, mas no final das contas ser apontado como o melhor goleiro da Série B.

“Faz cinco anos que tentava voltar para o futebol carioca e não dava certo. Esse ano, o Ricardo (Barreto) me abriu essa porta. Vim para ser campeão. Para dar tudo de mim. Muita gente me criticou no primeiro turno contra o América quando perdemos por 3 a 1 porque fui para área tentar cabecear e marcar um gol já no fim do jogo. O nosso sentimento e do treinador era de empatar aquele jogo. Ninguém suportava estar dentro de campo e perder. E essa foi a tônica levada por todo campeonato. Claro que algumas vezes não dá certo, mas a vontade de vencer era muito grande. Ainda não caiu a ficha ao ser escolhido o melhor goleiro do campeonato. Trocaria essa nomeação pelo titulo do Cesso”, afirmou.

Confira abaixo os trechos da entrevista com o camisa 1 do Bonsucesso, Leandro Santiago.

Fanáticos pelo Cesso: Qual foi a maior dificuldade enfrentada até o acesso a 1ª divisão?

Santiago: “A maior dificuldade com certeza foi o momento que houve a paralisação. Foram dois meses entediantes. Sem saber o que aconteceria. Isso deu uma desmotivada em todos.”

Fanáticos pelo Cesso: Qual a importância do técnico Ricardo Barreto para a construção desse trabalho?

Santiago: “Tudo nesse acesso tem a mão do Ricardo (Barreto). Quando o Bonsucesso começou a trabalhar, chegaram mais de 300 jogadores semana após semana, e coube a ele saber selecionar o elenco da forma que ele queria e com o curto orçamento do clube. Após isso, ele conseguiu um período de 15 dias em Cabo Frio para fazermos nossa pré-temporada. Ali foi onde estreitamos a relação do grupo e nos unimos. Durante o campeonato, ele montou sua tática. Não interessava o adversário, a tática sempre foi a mesma. Ele confiou nessa forma de jogar e nos jogadores que ele selecionou lá no inicio já acreditando nessa tática e deu muito certo.

Fanáticos pelo Cesso: Qual o seu ponto fraco e o ponto mais forte quando está em campo?

Santiago: “Ponto fraco... Acredito que seja minha reposição de bola com o pé. E o ponto forte, acredito que seja a velocidade e agilidade pra saber o que o atacante vai fazer.”

Fanáticos pelo Cesso: Você tem contrato somente até o final do ano com o Bonsucesso. Alguém já o procurou para renovar? Tem o desejo de continuar no clube?


Santiago: “Ninguém me procurou ainda para tratar de renovação. Claro que quero continuar. Durante a Série B tive algumas propostas. Uma inclusive de contrato longo para jogar o Brasileiro da Série C com salário quase que o dobro do que ganho no Bonsucesso. Balancei para ir, mas depois de uma conversa com o Ricardo (Barreto) nos unimos e combinamos que subiríamos juntos.”

Fanáticos pelo Cesso: Qual a importância de disputar uma Série A do Carioca?


Santiago: “A Primeira Divisão do Carioca com certeza é o campeonato que dá a maior visibilidade hoje no Brasil. Para a gente que ainda quer ganhar alguma coisa com essa profissão é importante fazer um bom campeonato para aparecer.”

Fanáticos pelo Cesso: Sonha algum dia vestir a camisa de um clube de maior investimento do futebol carioca?

Santiago: “Tenho um objetivo na minha vida profissional de ter um salário bom que dê para dar uma estrutura melhor para minha família. Se isso for em um clube de camisa maior ficarei feliz. Mas, não tenho mais esse sonho de jogar em clube grande. Se for possível, claro que vou ficar feliz da vida. Porém, a gente sabe como está o futebol hoje em dia e não basta ser o melhor jogador para estar lá. Tem que ter outras coisas por trás”

Fanáticos pelo Cesso: Já se imaginou atuando no Maracanã?

Santiago: “Atuar no novo Maracanã seria fantástico. Logo após o acesso veio isso na minha cabeça. E será mais um objetivo cumprido.”

Fanáticos pelo Cesso: Como foi que você chegou ao Bonsucesso?

Santiago: “Cheguei ao clube através de uma indicação de um amigo em comum com o Ricardo. Ele propôs uma semana de testes e logo no meu segundo dia aqui já assinei o contrato.”

Fanáticos pelo Cesso: Mediante a campanha da equipe na Copa Rio, o Bonsucesso necessita de reforços para 2014?

Santiago: “Durante a Copa Rio, o técnico Ricardo Barreto já deixou claro que vai fazer experiências. Não está sendo a mesma equipe que jogou o Estadual. Claro que reforço para ajudar sempre é bem-vindo. Acredito também que não é necessária uma reformulação muito grande do elenco que subiu”

Fanáticos pelo Cesso: Você acredita que o time ainda possa conquistar os nove pontos em disputa em três jogos na Copa Rio?

Santiago: “Cara, acho que tudo pode acontecer no futebol e com certeza podemos conquistar esses pontos necessários. É difícil, mas é possível”

Fanáticos pelo Cesso: Onde você acha que o clube pode chegar no Carioca 2014 com a implantação do turno único? Gostou dessa idéia ou era adepto das Taças Guanabara e Rio?

Santiago: “Gostei da ideia de turno único. Acho que podemos sonhar com uma classificação para Série D ficando ali entre os seis melhores da competição.” 


Um comentário:

FABINHO DE PINHO (ZÉ GOTINHA) disse...

RENAN, ÓTIMA ENTREVISTA COM O PAREDÃO RUBRO ANIL!!!