terça-feira, 10 de setembro de 2013

COLUNA DO HERMAN: ALEGRIA NA LEOPOLDINA! BONSUCESSO NA PRIMEIRA


É com imenso prazer que anuncio que o Bonsucesso Futebol Clube está de volta à elite do futebol carioca. Foi um jogo duríssimo contra o América, que brigava pela vaga restante - a primeira já era da Cabofriense - e também pelo título. Festival de oportunidades perdidas. Após o final do jogo, a torcida rubro-anil festejou efusivamente mais um acesso para a primeira divisão do Campeonato Carioca. É isso mesmo, torcedor rubro-anil. Em 2014 o Bonsucesso vai figurar novamente entre os principais clubes do estado.

Com o vice-campeonato conquistado no domingo, o Bonsucesso provou que decidir na Teixeira de Castro significa acesso certo. Foi assim em 2011, quando diante do Estácio e de mais de 3.500 torcedores, o Bonsuça voltava à elite do futebol carioca depois de quase 20 anos de espera. E no jogo final contra o Quissamã, o Leão da Leopoldina conquistou o título.

Só que aí veio o rebaixamento no ano passado. Mas este ano o rubro-anil volta a conquistar o merecido acesso - desta vez com o vice-campeonato. Desde as primeiras horas da manhã já era possível observar o ar de decisão que se espalhava nos arredores da Teixeira de Castro.

A galera bonsucessensse aguardava a grande final na maior expectativa. O domingo seria morto em Bonsucesso, não fosse o grande jogo que aconteceria naquela tarde. Perto do início do jogo, a galera vai chegando em peso. Pouco antes do início do jogo, as duas torcidas tomavam conta das arquibancadas e sociais da Teixeira de Castro, uma cena que não se vê facilmente. A torcida do Bonsucesso era maioria absoluta na Teixeira de Castro; a torcida do América também estava presente em peso para a grande decisão. Mas pra ganhar da gente no nosso alçapão, não ia ter moleza, não.

Começa o jogo e o Bonsucesso trata logo de partir pra cima do time de Giulitte Coutinho, que por sua vez, precisava desesperadamente da vitória (único resultado que lhe daria o acesso e também o título). Logo aos 5 minutos de jogo, Luiz Felipe quase abre o marcador para o Bonsucesso, mandando a bola na trave. Dois minutos mais tarde, Renan entra na área americana e, de frente pro crime, consegue perder o gol.

Logo depois, Marlon arranca em velocidade pela esquerda e manda um petardo para Fábio Noronha executar grande defesa. Aos 19 é a vez do time rubro ameaçar; em cobrança de falta, Betinho manda a bola pro gol e ela passa na frente do atacante Allan, que, pra nossa alegria, não consegue finalizar. Próximo ao final da etapa inicial, o America ameaça novamente; Allan tenta mais um cruzamento e o goleiro rubro-anil Santiago sai bem do gol e livra o perigo da área bonsucessensse.

Vem a etapa final. E o Bonsucesso volta a martelar em cima do America, que começa a se ver perdido no jogo. Aos 5 minutos, Renan avança com tudo pela esquerda e cruza na medida para Marco Túlio, que, devido ao nervosismo, coloca a bola pra fora e perde a melhor oportunidade da partida até então. Decorrida cerca de meia hora de jogo, as pernas pareciam já faltar a uma grande parte dos jogadores, uma vez que os erros de passe de ambas as equipes era incrível.

O nervosismo toma conta também das duas torcidas presentes ao estádio; tanto a do Bonsucesso quanto a do America estavam prestes a ter um violento ataque cardíaco, tamanha era a sucessão de passes e finalizações errados de ambos os times. O técnico Ricardo Barreto ainda coloca Pardal no time, pra que este passe a ser a referência do mesmo. Aos 48 minutos da etapa final, a última chance: ele mesmo, Pardal, recebe preciso passe de Leandro Mota, avança pela esquerda e chuta cruzado, na esperança que algum rubro-anil pegue o rebote e empurre para o gol. Em vão. A bola passa e o arqueiro rubro Fábio Noronha apenas acompanha a bola passar.

Nas arquibancadas, a torcida do Bonsucesso se esgoelava gritando pro árbrito Péricles Bassols acabar logo a partida. Quando o árbitro aponta o centro de campo, a torcida rubro-anil parte em disparada em direção ao campo de jogo pra comemorar o acesso com os heróis do vice-campeonato.

É impressionante como o Bonsucesso vem apresentando melhoras significativas nos últimos anos na série B do estadual; desde 2009 que o rubro-anil vem evoluindo na competição, quando naquele ano, ele passou pra segunda fase do campeonato, porém não conseguiu ir bem. Aí veio 2010 e a situação já foi bem melhor, além de passar pra segunda fase ele ainda brigou por uma das vagas pra série A até as rodadas finais. Veio então o derradeiro ano de 2011 e com ele, não só o acesso, mas também o título da competição depois de 17 anos.

E agora em 2013 o Bonsucesso consegue novamente o acesso; mais uma conquista no currículo. E você, torcedor rubro-anil, muito obrigado por comparecer à Teixeira de Castro e torcer fervorosamente pelo Bonsuça durante os 90 minutos. Você que sofreu, você que acreditou, comemora, bonsucessensse. O Bonsucesso está mais uma vez de volta pra série A (tomara que agora seja pra ficar de vez). É o segundo acesso em três anos.

É uma vitória de todos. É uma vitória do clube, é uma vitória dos jogadores, é uma vitória da comissão técnica, é uma vitória do presidente Zeca Simões com sua bela gestão, e é uma vitória também da torcida, que ajudou a inflamar e impulsionar esse time rumo às vitórias. Um clube que, mesmo sem dinheiro e estrutura, conseguiu, com muita luta e determinação se garantir novamente na primeira divisão do Rio de Janeiro para 2014.

Parabéns, Bonsucesso Futebol Clube. No próximo ano a série A espera novamente por você. E agora vamos com tudo em busca do título da Copa Rio. A todos muito obrigado. Saudações rubro-anis!!!!

3 comentários:

Herman disse...

Só um detalhe, amigos: onde está 3.500 torcedores, na verdade é 1.500 torcedores. Quem dera que o Bonsuça pudesse colocar mais de 3.000 pessoas na Teixeira de Castro...

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Foi uma emoção sem limites. Salve o Cesso!

RONALDO disse...

BONSUCESSO , CADA VEZ MAIS TENHO CARINHO PELO CLUBE E OS AMIGOS QUE CONSEGUI FAZER TORCENDO PELO CESSO . ÓTIMA MATÉRIA AVANTE CESSO.