quinta-feira, 11 de outubro de 2012

COLUNA ''OPINIÃO E HISTÓRIA'' COM GEORGE JOAQUIM



“A data de 12 de Outubro não é só dos bomsuccessenses. É de todo o Sport Nacional, do qual o Bomsuccesso é um dos sustentáculos!”

 Revista Rubro-Anil, Editorial, Ano I, Nº 4/Out/1938.

Parabéns Querido Rubro-Anil da Leopoldina.

Em 1913 um grupo de jovens esportistas, dentre os quais se notavam os seguintes: Francisco José da Silva Leitão, Alamiro de Castro Leitão, Sebastião de Souza Araujo, Antonio Botelho de Araujo, Giovani Leandro da Motta, Annibal Soares de Alvarenga, Alvaro Soares de Alvarenga, Alberto de Souza Carvalho, Antoneli de Abreu Coutinho, Plinio de Abreu Coutinho, Antonio França Leite, Antonio Pinto Valença, Paulo de Souza Carvalho, Custodio Costa Fróes, Venancio Gomes, Miguel Onida, Jurema Araujo, Carlos Natal, Henrique Amaral, Octavio Xavier, Candido Stoffer, Mauricio Brunner, Jorge Mertens e vários outros, reunidos na residência de Alamiro Leitão, à Estrada da Penha, fundaram um clube destinado à prática de futebol. Francisco da Silva Leitão, pai do consagrado zagueiro Alamiro Leitão, estava à frente desse movimento e assumiu a presidência do novo clube que recebeu o nome de Bonsucesso Futebol Clube, como homenagem ao bairro em que residiam os seus fundadores.

Em 2012, o Bonsucesso Futebol Clube completa 99 anos de fundação. São 99 anos de tradição, glórias e pioneirismo no cenário esportivo brasileiro. Suas cores são empolgantes e apaixonantes. Seu escudo, um coração redesenhado onde seus batimentos significam as pisadas fortes e seguras de nossos atletas nos gramados do futebol. O nosso querido clube foi o primeiro suburbano de menor investimento, dos clubes em atividade, a ingressar na divisão de elite do futebol carioca em 1929, a 1ª divisão. Foi o primeiro clube suburbano de menor investimento a participar do Torneio Rio-São Paulo. Foi o que mais vezes participou da Taça Guanabara, ocasião de ser uma competição isolada do campeonato carioca e o 1º suburbano de menor investimento que atingiu a marca de 1000 partidas no campeonato carioca. Foi o 1º suburbano a conquistar um título juvenil após a pacificação do futebol carioca, em 1939. Foi o 1º clube carioca a vencer o Palestra Itália, na ocasião Tri-Campeão Paulista, em São Paulo e caracterizado pela inprensa paulista como “Esquadrão Academia”.

O nosso clube “escreveu” nas páginas das competições, momentos históricos e memoráveis. Líderes, “grandes” e invictos já caíram diante de nosso querido Bonsuça, mesmo em momentos que estava “mal das pernas” nos campeonatos. O nosso grande Campeão Carioca de 1919 pela Liga Suburbana de Futebol e maior Campeão da segunda divisão [8 títulos (incluso o título de 1918 pela Liga Suburbana de Futebol)], também participou de momentos históricos na defesa de novos ideais esportivos a favor dos jogadores originários das camadas mais pobres da sociedade carioca. Na Liga Carioca de Futebol foi uma voz a favor do profissionalismo no futebol.

Dos clubes em atividade com sede na cidade do Rio de Janeiro, o nosso campeão é a 5ª força na conquista de títulos (total de 12) nos campeonatos e torneios organizados pelas Ligas e Federação, amplamente divulgados e disputados com equipes principais, seja amadoras ou profissionais. Por duas vezes, conquistou títulos em dois grandes estádios brasileiros: 1959 (Torneio Adroaldo Ribeiro Costa – Fonte Nova – Salvador) e 1967 (Torneio Paulo Rodrigues – Maracanã – Rio de Janeiro).

O nosso aniversariante é Membro Fundador da Liga de Futebol do Rio de Janeiro (liga embrionária da atual Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), Liga Carioca de Basquete; Liga Carioca de Atletismo (Conquistou em Conjunto a 1ª Corrida da Primavera em Petrópolis e Venceu a II Volta da Lagoa) e Federação de Tênis do Rio de Janeiro (Campeão da Divisão C). Suas cores ultrapassaram as fronteiras dos campos de futebol. Possui títulos no Vôlei, Basquete, Ciclismo, Handebol e Futsal. Um destaque fora do esporte foi a Escola de Instrução Militar. Fornecia à Pátria, anualmente, duas centenas de reservistas.

E Tudo Começou em 1913..


                           A 1ª Equipe formada em Outubro de 1913.                                                    
 Foto: Revista Rubro-Anil, Ano I, Nº 5/Dez/1938.

Grande Bonsucesso Futebol Clube, ou Grande “Bonsuça”. Seu destino no futebol é brilhar. Seu destino no esporte é o reconhecimento pelos grandes feitos e conquistas. Parabéns pelo grande dia de seu aniversário. Parabéns aos grandes jogadores que representaram com orgulho o escudo rubro-anil e que se destacaram no cenário do futebol carioca e nacional. Mestres da arte de jogar que encantaram por onde desfilaram seus talentos. Mestres como Leônidas da Silva e Gradim, campeões pela Seleção Brasileira de Futebol em 1932 na Copa Rio Branco no Uruguai, que são exemplos de um Bonsucesso vitorioso. Parabéns aos torcedores do Bonsucesso pela feliz escolha do Pendão Rubro-Anil em tremular nas suas vidas.

Viva o Bonsuça!

Abração a todos.

9 comentários:

Dêrauê disse...

Aniversário é tempo de rememorar, comemorar e perpetuar as glórias e conquistas do nosso amado e respeitado Rubro-Anil da Leopoldina! Mais uma vez, o prof. George dá um baile de conhecimento e nos apresenta este belo e emocionante relato da história Rubro-Anil. Parabéns, Prof.!
E FAZENDO O CORO: PARABÉNS, BONSUCESSO!!! RUMO AO CENTENÁRIO!

Herman disse...

Grande George. Fala aí, amigo. Coluna excelente. De uma reunião entre amigos nasceu este glorioso clube que encanta mais e mais sua torcida. Ano que vem devemos nos preparar para a grande festa vindoura, onde o Bonsuça irá lutar pelo título da segundona no ano do centenário, visando o retorno à primeira divisão. Sua coluna retrata fielmente a importância do Bonsucesso Futebol Clube em nossas vidas. Todos devemos estar reunidos na Teixeira de Castro no próximo sábado contra o Resende pra empurrar esse time mais do que nunca. Vencer é a palavra a ser dita dentro do clube. Saudações rubro-anis!!!

ricardo disse...

Caro George,
Além de ser professor de geografia(se eu não me engano)és também de História.
Parabéns a este clube que tanto amamos.Sábado nós estaremos juntos.
Ricardo Rilo.

RONALDO FANATICO ATÁS DO GOL disse...

NÃO TENHO NEM O QUE FALAR PELAS BELAS PALAVRAS ESCRITAS PELO NOSSO HISTORIADOR GEORGE , POIS FICO MUITO ONRADO DE LER E LEMBRAR DO QUE ESTA ESCRITO E FOI FEITO POR NOSSO RUBRO ANIL TENHO UM CARINHO ESPECIAL PORQUE MEUS TIOS TIVERÃO A FELICIDADE DE FAZER PARTE DESTE CLUBE E VENHO AQUI TORCER PELO MESMO E MOSTRAR MEU CARINHO .

PARABÉNS BONSUCESSO .

R. Leite disse...

O America não seria a 5ª força em títulos com 13? 7 Cariocas, 2 Torneios Extras, TG, TR, 2ª Divisão e João Ellis Filho?

George Joaquim Ferreira Machado disse...

R. Leite. Obrigado pela visita e participação. A TG de 1974, TR de 1982 e Taça João Ellis Filho de 2010 fazem parte de um Campeonato. Não são torneios separados como foram os Torneios Extras (inclusos na minha contagem para o América):
Campeonatos Cariocas: 07
Segunda Divisão: 01
Torneio Relâmpago: 01
Torneio Extra: 02
Total: 11.
Abração.

R. Leite disse...

Torneio Início não conta?

ABS.

George Joaquim Ferreira Machado disse...

O Torneio Início foi uma competição festiva com regras distintas de um campeonato ou torneio.

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Abração.