segunda-feira, 3 de setembro de 2012

ANÁLISE DA SEMANA COM ''HERMAN RUBRO-ANIL''


BONSUCESSO VENCE NA ESTREIA DA COPA RIO 2012!!!

FALA, GALERA RUBRO-ANIL!!!


        Em seu retorno ao alçapão da Teixeira de Castro depois de um longo e tenebroso inverno, o Bonsucesso fez sua estreia na Copa Rio, tentando ainda se refazer do doloroso rebaixamento no estadual. Uma coisa boa foi que o Bonsucesso, depois de zilhões de anos, finalmente abriu um campeonato jogando  em casa. UFA !!!

        O jogo começa com o Bonsuça tentando estabelecer o domínio das ações, porém, quem o consegue é o time olariense, que parte pra cima do Bonsuça, dando um certo sufoco no time rubro-anil; este, por sua vez, começa a ter dificuldades com tanta pressão em cima e a defesa começa a apresentar algumas falhas, que, por pouco, não resultam  em gol. Em  um desses lances, o atacante olariense entra livre na grande área e na última hora a zaga rubro-anil isola e manda pra córner.

        O panorama foi esse durante mais ou menos a primeira meia hora de ogo. Até que, após cobrança ostensiva da torcida, o Bonsucesso finalmente acorda para o jogo. Na marca dos 31 minutos o camisa 11 rubro-anil Jeferson recebe na grande área, dribla o goleiro mas manda para fora. O Bonsuça parte para o ataque, embora de forma meio desorganizada, com vários erros de passe. Depois desse lance, o Olaria tenta tomar outra vez as rédeas do jogo. Mas o Bonsucesso se segura bem e aos 43 minutos o atacante Anderson Grafite domina a bola com maestria, dá um giro de corpo, manda o petardo na bola e abre o placar na Teixeira de Castro, justamente num momento em que o Olaria parecia melhor na partida: Bonsucesso 1 x 0!!!                                              

Na volta para a etapa final, o Bonsucesso almejava manter o domínio do jogo e administrar o resultado. Porém, o Olaria novamente foi pra cima do Bonsucesso e aos oito minutos, O goleiro Gustavo, do Bonsuça, tentou isolar a bola para frente, mas se atrapalhou ao fazê-lo e chutou em cima do atacante Maicon, que recuperou a bola e completou para o gol vazio, empatando a partida. Tudo igual na Teixeira de Castro: Bonsucesso 1 x 1 Olaria!!!!         O gol serviu de alerta para o Leão da Leopoldina despertar novamente, pois acabara se acomodando com o resultado.

        Com o empate decretado, o Olaria se encheu de confiança e partiu novamente pra cima do Bonsuca; e a pressão é tanta que, aos 32 minutos, Renato recebe a bola livre, dentro da área, mas – felizmente – chuta por cima, bem por cima, lá na Praça das Nações. Aos 35 minutos outra oportunidade foi desperdiçada – oba!!!! -  pelo azulão da Bariri. Da meia lua, Maicon chutou rasteiro e a bola passou raspando o gol adversário. Quase entrou!!! Susto geral na Teixeira de Castro. Os anjos de Nossa Senhora de Bonsucesso não deixaram a pelota entrar. Sua reza é poderosa, caro George!!!
!
        O Olaria, de fato, era melhor no jogo e poderia até ter nos vencido no sábado. Porém, para nossa sorte e alegria, o árbitro assinala a penalidade máxima para o Bonsucesso, após o camisa 10 Alex Alves ser derrubado na grande área, bem diante do árbitro. Para a cobrança da penalidade, lá estava Anderson Grafite, o autor do primeiro gol do rubro-anil. 

A torcida do Bonsucesso estava atrás do gol enchendo o saco do goleiro, aporrinhando a cabeça dele, xingando o cara sem parar – e eu lá ajudando, é claro. O árbitro autoriza a cobrança; Grafite vai pra bola e manda no canto direito do goleiro, que acerta o lado, mas, na sobra, ele mesmo, Anderson Grafite manda o petardo para o gol e coloca o Bonsuça outra vez na frente: Bonsucesso 2 x 1 Olaria!!!! Alegria geral na Teixeira de Castro. Depois de um ano longe do alçapão rubro-anil, finalmente a torcida pôde voltar a ver o Bonsuça em ação na Teixeira de Castro e voltar a comemorar.

        A partir do gol, foi só o Bonsuça ficar ligado nos minutos finais da partida e segurar o resultado. Quando o árbitro apitou o centro de campo, felicidade completa no estádio. Outro motivo de felicidade é que o Bonsucesso volta a derrotar o seu mais tradicional rival depois de quatro anos. Mas temos que ser sinceros: o Bonsuça ficou devendo dentro de campo, dando até a impressão de que não venceria o azulão da Bariri. No final, o jogo valeu pelos 3 pontos – importantíssimos –, mas o Bonsucesso ainda vai ter muito que melhorar.

        O próximo compromisso rubro-anil é na quinta-feira, diante do Madureira,  em Conselheiro Galvão.  Como  já disse, o Bonsucesso precisa evoluir muito dentro de campo para se manter competitivo nesta Copa Rio. A tarefa não é fácil, mas se houver determinação, há possibilidades do rubro-anil conquistar outro grande resultado na quinta-feira.

4 comentários:

Dêrauê disse...

Parabéns pela análise, Herman! Vamos ver se quinta a coisa fica melhor pro nosso lado, apesar de jogarmos fora de casa. Grande abraço!

Anônimo disse...

Tirando o estádio do Tigres,o estádio,porque a localização é horrorosa totalmente favelada, ninguem possui um estádio tão aconchegante,bem localizado,tradicional e charmoso do que meu adorado BONSUÇA,o gramado parece que tá horroroso igual a gestão ZecarebaixadoSIMÕES mas o estádio é paixão de todo rubroanil portanto colunista não se refira ao nosso templo como alçapão procure conhecer as glórias desse templo sagrado e um recado "alçapão é o caralho".Saudações rubroanis.

Herman disse...

Ô, anônimo, o estádio do Bonsuça sempre foi tratado como alçapão porque é um caldeirão pro adversário, que fica sempre perdido com a torcida do Bonsuça em cima - e funciona. Se você olhar o dicionário, vai ver que alçapão é o mesmo que armadilha e os nossos adversários, invariavelmente, caem nela, como o rato cai na ratoeira. E outra coisa, trate de ser respeitoso com todos ao utilizar este espaço, entendeu bem? Aqui ninguém é obrigado a aturar falta de educação de ninguém. Quer falar palavrões, vai falar pra sua mãe que te criou. Aqui não. Quer descarregar suas frustrações pessoais, pendura uma melancia na tua cabeça e vai desfilar na Avenida Rio Branco, já que tu quer tanto aparecer. Garanto que o centro da cidade todinho vai olhar pra você. Eu disse que a Teixeira de Castro é o alçapão rubro-anil e digo de novo: O ESTÁDIO DA TEIXEIRA DE CASTRO É O ALÇAPÃO RUBRO-ANIL E PRONTO, ACABOU!!! NÃO TEM NENHUMA DISCUSSÃO QUANTO A ISSO!!! Eu não quero saber de você. Não me interessa o que você pensa.

Anônimo disse...

nego nao sabe da historia do clube e fica falando merda o zeca foi rebaixado com o time porem foi o cara q subiu 2 x e o estadio esta lindo e um verdadeiro alçapao muito bem colocada suas palavras heman ZECA esta no credio .