segunda-feira, 13 de agosto de 2012

COLUNA ''OPINIÃO E HISTÓRIA'' COM GEORGE JOAQUIM

Sob Nova Direção.

Esticaram o tapete rubro para o Baiano e de repente puxaram. O treinador que a torcida acolheu e se tornou uma esperança no comando de uma nova equipe foi substituído por uma parceria, que segundo o Presidente Zeca Simões, poderá formar uma forte equipe para 2013.

A parceria é necessária, a parceria é interessante, mas seria importante manter um treinador com identidade Rubro-Anil. Por que expor o Baiano dessa forma se a Copa Rio é um “laboratório”, se o projeto maior está voltado para 2013? Por que o esmero de trocar de treinador se a competição não tem rebaixamento? Por que não permitir o Baiano estrear e depois avaliá-lo na equipe principal?

Tudo o que for feito para o Cesso será bem vindo! Todo projeto, parceria, planejamento, estruturação, enfim, qualquer iniciativa de conduzir nosso clube rapidamente à divisão de elite do futebol carioca no ano do centenário, será válida, mas, por favor, respeitar o próximo é fundamental.

Como torcedor, o pensamento positivo reina, portanto desejo sorte aos novos dirigentes e que o trabalho destes possa ser de bom sucesso.

Resgatando a História.

Pelo caminho do Campeonato Carioca, os grandes deixaram seus pontos na “Barreira Rubro-Anil”. Vasco e Botafogo, em duas datas de 11 de agosto, não superaram o Cesso. As fichas técnicas destas partidas estão aqui:

Vasco 1 x 1 Bonsucesso

Data: 11/08/1929
Competição: Campeonato Carioca
Local: Estádio de São Januário
Gols: Russinho; Bida
Árbitro: Elias Gaze.
Vasco: Valdemar, Lino e Itália; Brilhante, Tinoco e Mola; Pascoal, Pepico, Russinho, Mário Mattos e Santana.
Bonsucesso: Alcides, Heitor e Badú; Nico, Eurico e Carlos; Cláudio, Bida, Gradim, Otaviano (Ernesto) e Arlindo.

 
Bonsucesso 3 x 2 Botafogo

Data: 11/08/1940
Local: Teixeira de Castro
Árbitro: José Pereira Peixoto
Gols: Orlandinho, Gradim, Eunápio, Peracio, Bartezcko
Expulsão: Irineu
Bonsucesso: Francisco, Salvador e Renganeschi; Arresi, Bibi e Oto; Galego, Irineu, Gradim, Eunápio e Orlandinho.
Botafogo: Aymoré, Graham Bell e Araraquara; Zezé Procópio, Zezé Moreira e Canalli; Tadique, Zarci (Heleno), Pascoal, Peracio e Bartezcko.  

Fonte das Fichas Técnicas: Blog do Marcão.

Abração a todos.

5 comentários:

ricardo disse...

Caro George,
Uma verdadeira parceria como sabemos, é um COMPROMETIMENTO mútuo, mesmo em situações de sucesso ou fracasso.
Vamos torcer para que de tudo certo nesta Copa Rio porque caso não, será que essa parceria continuará?

Ricardo Rilo.

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Grande Ricardo. O título da Copa Rio será ótimo, mas o objetivo maior é retornar rapidamente à Série A. A parceria tem que dar certo no sentido de observação, aprendizagem e planejamento. A semente plantada agora renderá frutos posteriores. Assim espero! Obrigado pela visita. Abração.

Anônimo disse...

André Queiróz valeu pela volta dos anônimos,lembrando que muitos(ESTÃO QUERENDO SEUS DIREITOS TRABALHISTAS) postam como anônimo para não sofrer retaliações dessa incompetente diretoria.Tudo para o CESSO nada do CESSO.

Dêrauê disse...

As palavras do Prof. George dão alento e esperança, mas é sempre difícil conciliar o otimismo da vontade com o pessimismo da razão.
Minha maior torcida é que a história da série A de 2012 não se repita.
Como bem falou o anônimo (coisa rara), Tudo para o CESSO, nada do CESSO!

Dêrauê disse...

Caro Robinho, professor é o George. O otimismo, a torcida, é da vontade de ver o Rubro-Anil ganhando. O pessimismo, desânimo, é da razão que chega à conclusão de que a história de soluções mirabolantes - como foi na série A deste ano - tá com cara de se repetir, mais uma vez.
Nos vemos dia primeiro. Saudações Rubro-anis!