sexta-feira, 3 de agosto de 2012

"A CRÔNICA CRÍTICA DE UM RUBRO-ANIL" COM DÊRAUÊ


A China e o Chinês

%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%

O Atlético Mineiro, atual líder do Brasileiro, três rodadas atrás tinha a mesma pontuação de que dispunha em 2009, com o mesmo número de jogos. O Flamengo do Rio, campeão daquele ano, naquela altura do campeonato alcançara a mesma pontuação com que conta no atual torneio. Sabe o que isto significa?
Como diria o nobre chefe da repartição, para os íntimos Gegê de Lalá: não é nada, não é nada, é p.... nenhuma.

%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%

Apesar da acusação genérica, pela torcida, de mercenarismo, houve quem fosse pego chorando no vestiário do Leão da Leopoldina depois do último jogo do campeonato deste ano, reflexo da queda à segundona, lá na serra de Friburgo. Merece, no entanto, melhor lembrança o choro emocionado do guarda-meta Jaime, como o de tantos outros: jogadores, comissão técnica, torcedores, que adubou o gramado da Teixeira de Castro naquele 23 de julho de 2011, depois de selado o ascenso à série A do Carioca.
Passados os rumores de ausência do clube na competição, a solução encontrada de participação do Rubro-Anil na Copa Rio é, antes de tudo, realista. Baseado na equipe que alcançou o quinto lugar na série A do Campeonato Carioca de Juniores, mescla jogadores que já passaram pelo clube ou ainda possuem vinculo contratual (http://fanaticospelocesso.blogspot.com.br/2012/07/bonsucesso-reintegra-jogadores-que.html). Ora, onde não há recursos, há que se racionalizá-los ao extremo - e isto, a proposta contempla perfeitamente.

Fosse essa a postura na preparação à primeira divisão de 2012, talvez não necessitássemos penar o calvário das trezentas mil rodadas na série B de 2013. Fazer o quê, ao menos teremos uma chance efetiva de título no ano do centenário, para não repetir a “sorte” muitos por aí que se dizem "grandes". De coisa grande assim é que penico fica cheio.

%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%

Tem quem jure: aquela faixa no uniforme do Vasco da Gama é consagração de vice. Mito à parte, quando o Bonsucesso em 1921 - pioneiramente por estas canchas - usou uma camisa com raia diagonal, sagrou-se campeão da Segunda Divisão pela Liga Metropolitana de Desportos Terrestres. Quem contou com riqueza de detalhes foi a Folha Rubro-Anil último domingo: http://georgejoaquim.blogspot.com.br/2012/07/domingo-com-h-pioneira-camisa-de-faixa.html.

Há dúvidas, no entanto, sobre se aquela foto era mesmo da equipe de 1921 ou daquela que disputou, três anos depois, o triangular final da Metropolitana, graças à conquista da Série B. A revelação foi da própria Folha Rubro-Anil: http://georgejoaquim.blogspot.com.br/2012/05/bonsucesso-de-1924-ou-1921.html.

Eis que o Bonsuça de 24 cedeu o 1 a 0 e viu a festa, justamente, do Vasco da Gama bi-campeão pela primeira vez. Não consta que, naquela ocasião, a indumentária cruz-maltina ostentasse a tal faixa de vice como, pelo visto, o meu Rubro-Anil devia carregar.

%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%-%

Quando uma chinesa de dezesseis anos quebra um recorde na natação, o doping é a primeira suspeita. Quando uma lituana debutante conquista o ouro, eis a encarnação do espírito olímpico. Quando um atleta cubano abandona sua delegação, a culpa é, claro, do Fidel. Agora, quando um moleque peladeiro embarca para o estrangeiro, comprado por um sheik ao preço de um sonho, ninguém pensa na ilusão atroz do capitalismo.

Mas haverá quem parabenize o Lula e a Dilma.



7 comentários:

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Excelente coluna! Parabéns! Abração.

André Veras disse...

Parabéns pela coluna!

André Veras

Dêrauê disse...

Muito obrigado pela leitura, professores!
Vamos com tudo pra Copa Rio!

RONALDO FANATICO ATRAS DO GOL !! disse...

MUITO BOA A COLUNA .

PARABÉNS DÊRAUÊ.

Dêrauê disse...

Valeu, Ronaldo! Rumo à Copa Rio!

RONALDO disse...

SÓ JESUS SALVA?

Dêrauê disse...

Ronaldo, quem dera... Parece que ele mesmo disse que o seu reino não era este mundo... Eu diria que a salvação do Bonsuça depende muito mais dos próprios rubro-anis.