sábado, 7 de julho de 2012

COLUNA ''OPINIÃO E HISTÓRIA'' COM GEORGE JOAQUIM


O Regulamento Deve ser o Mesmo Aqui, Ali e Acolá.

O nome de Leônidas da Silva surge reluzente na Tabela do Grupo B da 1ª Fase da Copa Rio de Profissionais 2012. Depois de passar o 1º semestre sem jogos oficiais do Campeonato Estadual/ Série A por determinação da Federação, o digno, confortável, tradicional e seguro estádio da Teixeira de Castro está liberado, pelo menos até a publicação desta matéria. 

Duas observações passo aos amigos leitores do “Fanáticos”. A primeira é a liberação de nosso estádio para uma competição que não adota a “Lei de Descenso”. A Copa Rio é uma competição sem divisões, organizada de acordo com as classificações do ano anterior das séries A, B e C. Então o que se pode entender é o Bonsucesso não ameaçar mais ninguém como um potencial candidato a brigar por uma vaga de permanência na divisão de elite do futebol carioca. Se o nosso estádio não passou por novas obras para atender uma exigência no período do final do Estadual até o início da Copa Rio, o que pensar dessa liberação? O estádio se apresenta da mesma forma como na data do jogo Bonsucesso 3 x 3 Boavista em Edson Passos. 

A segunda observação é um artigo do Regulamento da Copa Rio. Observem o texto do Art. 10 da competição ao tratar do mando de campo:

Art. 10 - Os estádios utilizados pelas associações durante o campeonato deverão atender às exigências técnicas e de segurança, conforme determina a Lei 10.671 – Estatuto do Torcedor. A falta de apresentação dos laudos técnicos exigidos pela legislação implicará na impossibilidade de utilização do estádio, cabendo à FERJ, nesta hipótese, a indicação de qualquer outro que atenda às normas legais, obrigando o clube mandante a jogar suas partidas no local para onde forem marcadas, ou em caso excepcional, na realização das partidas com portões fechados, independentemente do local para onde forem designadas.”
Estranhei este texto e fui conferir o Regulamento do Estadual de 2012. Este texto não existe para a Série A. O interessante é a finalização do texto citando a possibilidade de se jogar com os portões fechados caso ocorra “o excepcional”. 

Por que o texto do Art. 10 do Regulamento da Copa Rio não está explicitado no Regulamento da Série A? O Poder Público deveria exigir da Federação um Regulamento Único para as competições, obedecendo apenas a individualidade nos critérios de classificação para a obtenção do título.


Resgatando a História.

A casa, São Januário. O jogo, Campeonato Carioca. O visitante, Bonsucesso. A postura, atrevido. O personagem, Arnaldo. O resultado, vitória. Há 70 anos, o Bonsucesso venceu o Vasco da Gama na “colina histórica”. Confira a ficha técnica desta partida: 

Vasco 2 X 3 Bonsucesso

Data: 05/07/1942
Local: São Januário
Árbitro: Durval Caldeira
Gols: Arnaldo (3), Figliola (2)

Vasco: Roberto, Florindo e Oswaldo; Figliola, Noronha e Dacunto; Birila, Ademir, Villadoniga, Ruy e Orlando.

Bonsucesso: Madalena, Aralton e Toninho; Filuca, Paulista e Careca; Lindo, Galego, Arnaldo, Irineu e Odir.

Fontes: Ferj e Blog do Marcão (Ficha Técnica).

Abração a todos.

8 comentários:

Anônimo disse...

Prof. George sem denúncia o poder público não vai agir.
Um abraço!

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Ok anônimo! Obrigado pela leitura e participação.

RONALDO FANATICO ATRÁS DO GOL disse...

George , estamos nas mãos de Deus , pois so ele pode nós ajudar .

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Então, não se pode perder a Fé! Abção.

Dêrauê disse...

Importantíssimas observações, Prof. George! Temos que fazer algum tipo de pressão sobre a FFERJ para não deixar que nos garfem mais uma vez...
Abração!

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Olho Vivo neles!!! Abção Dêrauê.

Rodrigo de Oliveira Leite disse...

O Poder público não pode agir nesses casos, pois não existe a jurisprudência de um regulamento único, nem em SP, o futebol mais organizado do Brasil, o regulamento é único, a Copa Paulista tem seu regulamento e o Campeonato Paulista outro.

Quanto ao Estádio, vocês já sabem, a TELEVISÃO barrou no Estadual, pois eles precisam filmar, já na Copa Rio eles não filmam então qualquer Estádio tá liberado.

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Ok Rodrigo! Mas o Poder Público pode ser Executivo, Legislativo ou Judiciário. Algum poder terá que um dia "dar o pontapé inicial" para regularizar essa questão. Sobre a questão do estádio, respeito a sua opinião, mas na reportagem do Escobar para o Globo Esporte, os gols da partida envolvendo Bonsucesso x Estácio foram perfeitamente filmados. E como o jogo Bonsucesso x Bangu em 1985 foi transmitido pela TV? Obrigado pela visita e participação. Abção.