domingo, 1 de janeiro de 2012

RETROSPECTIVA RUBRO-ANIL - BONSUCESSO CAMPEÃO DA SÉRIE B

O Campeonato Carioca da Série B de 2011 começou cercado de expectativa. Além de Sendas e Friburguense, favoritos ao acesso, durante a competição mais candidatos foram aparecendo, como os surpreendentes Ceres e Quissamã e o tradicional Bonsucesso. No fim, Bonsuça e Frizão ficaram com a tão sonhada vaga na elite do futebol estadual.

Na primeira fase, principalmente pelo alto número de jogos, a maioria das equipes se classificou com antecedência. Sendas, Bonsucesso, Serra Macaense, Barra Mansa, Ceres, Friburguense, Portuguesa e Quissamã ficaram com a vaga com tranquilidade. A grande surpresa foi o time da Rua da Chita, que ficou na liderança do Grupo B, desbancando o principal favorito da disputa, o Tricolor da Serra.

Por conta disso, o grande destaque da fase inicial foi na decisão para a classificação pelo índice técnico. Alem dos cinco primeiros, o regulamento previa que os dois melhores na soma da média de gols marcados com a de pontos se classificassem, mas o regulamento causou confusão na hora da interpretação e o São João da Barra se considerou classificado, quando na verdade, pela FERJ, este seria o Teresópolis.

Após uma paralisação, ficou definido que o Teresópolis disputaria a fase final e os 12 times restantes voltaram a campo. E no início o Quissamã disparou na liderança, com seis jogos de invencibilidade e a primeira posição garantida até a 17ª rodada, seguido de perto por Bonsucesso, Sendas e Quissamã.

Entretanto, repleta de desfalques, a equipe caiu de produção na reta final e perdeu a liderança e, inclusive, a vaga no G2 com uma derrota por 2 a 1 para o Ceres, na Rua da Chita. Com 36 e 35 pontos, respectivamente, Bonsuça e Frizão entraram no grupo dos dois primeiros e não saíram mais.

A confirmação do acesso de ambos veio no mesmo dia: 23 de julho. No Estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador, o Friburguense bateu a Portuguesa por 1 a 0 em um jogo com poucas emoções e premiou a cidade de Nova Friburgo, que passou por uma tragédia no início do ano devido às chuvas. A torcida da Leopoldina, por sua vez, comemorou em casa: triunfo, de virada, pra cima do Estácio por 2 a 1.

Ainda faltava a decisão do título, que ficou para a rodada seguinte, a última. O Friburguense precisava vencer o Serra Macaense no Eduardo Guinle e torcer por um empate ou derrota do Bonsucesso com o Quissamã, fora de casa. A torcida do Frizão lotou o estádio, mas viu o time não sair de um empate por 2 a 2 com o alviverde, que já estava eliminado. Por sua vez, o Bonsuça só empatou e, mesmo assim, foi campeão.

Grupo X

A FERJ previa que os seis piores times lutassem contra o rebaixamento. Os três últimos do Grupo X seriam rebaixados. No entanto, Aperibeense e Itaperuna não pagaram dívidas e foram automaticamente despromovidos. Por sua vez, o Cardoso Moreira recusou continuar a jogar já que o Mesquita, suspenso boa parte do campeonato, voltou à disputa na reta final e também foi rebaixado.

O CAMPEÃO: Jaime; Vítor (Marcelinho), PC, Jordan e Rony; Cléber, Otaviano (Dejavan), Thiago Ramos e Marco Goiano; João Rodrigo e Joselito. Técnico: Manoel Neto.


Fonte: FUTRIO/ Vitor Costa


3 comentários:

Anônimo disse...

Para que não façamos mau juízo do club e seus seus representantes (fanáticos pelo cesso), a matéria necessita de uma revisão que, embora possa parecer superficial, mínima, é de relevante importância.
Prezados colegas, torcedores, galera do blog, quem foi o time campeão? Cadê o Sassá nesta lista? cadê o serginho roupeiro? Trata-se de um erro que requer uma pequena retificação, sem qualquer orgulho. Todos os participantes - jogadores e comissão - merecem repeito.
Vamos lá André.

Anônimo disse...

Parabéns pela matéria Queiroz, o restante não importa! Esse time ai que o André postou é o titular o resto era lixo lixo e lixo! Serginho? quem é essa porra? rs

RONALDO FANATICO ATRAS DO GOL disse...

FOI UMA GUERRA ESTA CONQUISTA FOI O BONSUCESSO CONTRA TUDO E CONTRA TODOS !!


QUEM VIVEU ESTES MOMENTOS E QUE SABE !!


AVANTE CESSO!!