domingo, 29 de janeiro de 2012

PELO JUNIORES, BONSUCESSO TAMBÉM VENCE POR 3 A 1

Em partida realizada na tarde deste sábado (28), no estádio Leônidas da Silva, o Bonsucesso derrotou o Madureira por 3 a 1 pela segunda rodada da Taça Guanabara do Campeonato Estadual da Série A de Futebol Junior. Ramon, Marlon (foto) e Arthur marcaram os gols do rubro-anil que com o resultado positivo conquistou seus três primeiros pontos na competição e subiu para a sétima colocação.

Para o Tricolor Suburbano, que continua sem pontuar e é o vice-lanterna, Marcelinho descontou. O Bonsucesso voltará a campo na próxima quarta-feira (1º), às 14h45, também no estádio Leônidas da Silva, para enfrentar o Nova Iguaçu. Já o Madureira, no dia seguinte, também às 14h45, receberá o Botafogo no Aniceto Moscoso em busca da reabilitação.

O JOGO

Derrotados na primeira rodada da Taça Guanabara, Bonsucesso e Madureira começaram pressionando. Mesmo jogando fora de seus domínios o Tricolor Suburbano foi quem chegou primeiro aos cinco minutos. Cruzamento da esquerda, o atacante Marcelinho ganhou a disputa com o zagueiro Arthur e a bola sobrou para Fabinho bater forte e Gustavo praticar boa defesa. O lance acordou o time rubro-anil que a partir daí dominou as ações.

Aos dez, Ramon, da entrada da área, chutou a direita do arqueiro Eduardo. Nove minutos depois foi a vez de Ronald, de cabeça, mandar por cima do travessão. De tanto perseguir, o Bonsuça abriu o marcador numa jogada de bola parada. Rui cobrou falta na direita, Ramon se antecipou aos zagueiros e com um leve toque tirou do alcance do goleiro Eduardo.Atrás no placar os jogadores do Madureira se perderam em campo e não conseguiram mais acertar os passes. Isso facilitou a vida dos donos da casa que por pouco não aumentaram aos 24 minutos com Antônio Carlos.

O lateral tentou cruzar e quase enganou o arqueiro tricolor que jogou para escanteio. Com os atacantes pecando nos arremates, o Bonsucesso por pouco não foi castigado nos acréscimos. A cobrança de falta de Fabinho passou por toda a extensão da pequena área e o zagueiro Luan furou a cabeçada no segundo pau.

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro. O Tricolor Suburbano ameaçando e o Bonsucesso estudando. Logo aos quatro minutos, Luan Silva, que entrou no intervalo, cruzou da direita, a zaga do Bonsucesso ficou olhando e Ximenez bateu em cima do zagueiro Bruno Carvalho. A partir daí o jogo voltou a ficar morno.

O rubro-anil passou a cadenciar o ritmo, enquanto o Madureira não criava em seu meio de campo. Após a parada técnica, o jogo ganhou em movimentação e emoção. Aos 23 minutos, na cobrança de escanteio vinda da esquerda o goleiro Eduardo rebateu nos pés do lateral Marlon. De fora da área, ele chutou com violência e aumentou a vantagem.

O Madura sentiu o gol e sofreu o terceiro no minuto seguinte. Marlon fez boa jogada pela esquerda, driblou por Júlio César na corrida e cruzou rasteiro para Arthur, na pequena área, concluir e sacramentar o resultado positivo.

Já com o placar definido o Bonsucesso passou a tocar bola esperando o apito final. Já o Madureira fez seu gol aos 37 minutos, quando Marcelinho aproveitou bobeada da defesa adversária e tocou por baixo do arqueiro Gustavo.

FICHA TÉCNICA

BONSUCESSO 3 x 1 MADUREIRA

Local: Estádio Leônidas da Silva, em Bonsucesso
Data/Horário: 28/01/12 - 14h45
Árbitro: Glauber do Amaral Cunha.
Auxiliares: Alessandra Agra Amorim e Patrícia Silveira de Paiva R. da Silva.
Cartões amarelo: Antônio Carlos, Conca, Rui, Ramon e Gustavo (Bon). Roberto, Ximenez, Geovani, Marcelinho e Luan Silva (Mad).

Bonsucesso: Gustavo, Antônio Carlos, Bruno Carvalho, Arthur e Marlon; Jefferson, Rui (Rômulo), Conca (Gustavo) e Bruno; Ronald (Jefferson Souza) e Ramon. Técnico: Baiano.

Madureira: Eduardo, Breno (Luan Silva), Luan, Roberto (Jackson) e Ximenez; Allan, Julio César, Geovani e Fabinho; Marcelinho e Valdir (Rafael). Técnico: Marinho.

Texto/Fotos: Paulo Roberto (Papo Esportivo)



2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Bonsucesso pela vitória! vitória na raça!

Anônimo disse...

esse lateral esquerdo marlon joga muito e merece uma atenção especial da direção,pois é uma jóia que tem que ser lapidada.