sexta-feira, 25 de novembro de 2011

COLUNA ''O RUBRO ANIL EM TRÊS TOQUES COM ''DIEGO ZURITA''


Salve Salve, Galera Rubro-Anil!

O fim do ano está chegando, e com isso, vemos o campeonato carioca cada vez mais próximo. Ou seja, é de fundamental importância que nosso time seja bem reforçado e trabalhado, e não há muito tempo para isso.

Enquanto se aproxima a época mais tediosa do ano para os fãs de futebol, final do ano, quando terminam todos campeonatos no Brasil, nosso time tem o tempo para se preparar para o dia 22 (ou 21) de janeiro. Parece bastante tempo, mas não é, ainda mais contando que na semana do natal tudo para. A nossa diretoria precisa aproveitar esse tempo para realizar novas contratações e reforçar a equipe rubro-anil.

Para aumentar de certa forma nossa espectativa, nossa estréia será diante do Flamengo. Logo em nosso primeiro jogo na Série A depois de 18 anos enfrentaremos o atual campeão carioca e detentor de maior número de títulos estaduais. De certa forma, será emocionante estreiar logo contra um grande, aparecer na televisão e (provavelmente) ver o Bonsuça jogando no Engenhão pela primeira vez na história. Mas, apesar deste lado positivo, sabemos que será um jogo dificílimo na estréia.

O grupo do Bonsucesso é difícil e ainda pra complicar mais a situação, os grandes que caíram na mesma chave que a nossa são Flamengo e Botafogo, times que têm grande chance de ficar de fora da Libertadores da América e desta maneira jogarão com time titular no estadual.

Como se não bastasse isso tudo, a federação ainda resolveu vetar o Estádio Leonidas da Silva sem apresentar ao menos uma explicação convincente para isso. A diretoria do clube está tentando resolver as falhas apontadas pela federação para tentar conseguir jogar em casa, mas será difícil isso neste pouco tempo que temos. Provavelmente teremos que jogar no estádio dos ventos uivantes.

O fato é que, as dificuldades são muitas, mas afinal de contas, quando elas não foram muitas? O Bonsucesso, afinal, pode não ser um clube milionário e não ter uma estrutura ultra-moderna, mas nosso clube tem e sempre teve um grande espírito de superação. As coisas nunca foram fáceis para o Bonsuça, e no entanto, contra tudo e contra todos, estamos perto de completar 100 anos de história. Passamos um período sombrio na segunda divisão e voltamos. Não voltamos por sermos muito melhores que os outros times. Friburguense, Quissamã e Sendas também tinham elencos muito fortes, mas o Bonsucesso tem a raça rubro-anil. O espírito de superação que, como uma vela sobrenatural, não se apaga nem mesmo diante da maior das ventanias.

Sendo assim, se estamos de volta a série A, conquistamos isso com todos os méritos, e não vamos deixar a primeirona nos escapar. Com todas as dificuldades, vamos apoiar o time durante todo o campeonato, nos fazer presentes, seja no Luso-Brasileiro, ou onde for.

Vamos cobrar do clube um time forte e competitivo e fazer nosso papel de estar presente e apoiar. Com todas as dificuldades, estamos na luta. O Leão da Leopoldina se prepara para mostrar suas garras na Série A!

Abraços a todos!

Ótima semana!


2 comentários:

ricardo disse...

Olá Fanáticos,

Como era de se esperar, todas as adversidades terão que ser superadas.
O que não pode é comissão técnica e diretoria principalmente, cometerem erros elementares.
Nós torcedores Fanáticospelocesso, faremos a nossa parte.
Mesmo com todos os problemas, é muito bom sentir esta ansiedade pelo início do campeonato.

Zurita
Bela análise da sua coluna pela situação atual e que tem por vir.

Abraços a todos

Ricardo Rilo

Herman disse...

Fala grande Diego,

Você acertou em cheio. A nossa torcida é de pura raça e vai continuar empurrando o Bonsuça rumo às vitórias. Nós fazemos a diferença ali colados no alambrado, enchendo o saco dos adversários.

E realmente precisaremos de um time. O nosso ilustre André Queiróz já informou que há contratações em andamento, mas ainda não pode divulgar os nomes. É claro, pra ninguém atravessar a negociação.

Tomara que o pessoal do Cesso consiga resolver as tais falhas apontadas pela federação. E eu acredito que vão conseguir, sim. Levo muita fé nessa diretoria que eles vão contornar o problema.


Grande abraço,


Herman