segunda-feira, 25 de julho de 2011

ANÁLISE DA SEMANA COM ''HERMAN RUBRO-ANIL''

PRIMEIRAAAAAA!!!! PRIMEIRAAAAAA!!!!! PRIMEIRAAAAAA!!!!
EU TÔ NA PRIMEIRAAAAAA!


FALA, GALERA RUBRO-ANIL!!!!

Minha querida gente rubro-anil, o dia 23 de julho de 2011 ficará marcado eternamente em todas as mentes e corações bonsucessensses; é o dia em que o nosso prestigiadíssimo Bonsucesso Futebol Clube marca, com orgulho e méritos totais, o seu retorno à divisão de elite do futebol carioca, após uma longa jornada de quase 20 anos. Um dia absolutamente inesquecível para todos nós!!!!

Comecemos o nosso relato da semana com a viagem para Xerém, na quarta-feira. O ônibus partiu da Teixeira de Castro pouco depois da uma hora da tarde. Foi uma viagem muito animada, com direito a muita batucada, gritos de guerra e tudo o mais. A viagem durou cerca de uma hora até o Estádio de Los Larios, pertencente ao Tigres do Brasil, nosso adversário daquela tarde.

Foi um tanto difícil achar o local da partida, já que ele fica literalmente no meio do mato, praticamente só tendo o estádio e o CT na região, lá onde Judas perdeu as botas. Mas, enfim, chegamos ao local do confronto. Esperamos algum tempo até que entrássemos todos no estádio – local com instalações muito boas, por sinal – e ficamos assistindo ao time de juniores derrotar o time local por 2 x 0. O jogo demora à beça a terminar.

E eis que finalmente aponta no gramado o time principal do Bonsuça. Saudado por todos os rubro-anis, que compareceram em número muito maior que o esperado, o time todo dá as mãos e também saúda a torcida. Por volta das 15h15m, o jogo – na verdade, mais uma decisão para o Leão da Leopoldina – , enfim, começa. A bola rola e o Bonsuça não perde tempo; trata logo de partir pra cima do Tigres, sem brincadeira. Afinal, só a vitória interessa ao vermelho e azul da Teixeira de Castro.

Mas é o Tigre de Xerém quem ataca com perigo primeiro; logo aos 3 minutos, Jefinho avança pela esquerda e bate cruzado; Jaime, bem ligado no lance, faz a defesa; aos 10, também pela esquerda, parte pra cima com a bola dominada, mas Jordan chega pra livrar a defesa rubro-anil do perigo. E em mais um ataque perigoso pela esquerda, um baita susto: o lateral do Tigres manda pro gol e a bola estufa a rede....... pelo lado de fora!!!! Falha na marcação. O Bonsucesso não se deixa intimidar e prossegue no seu intuito de marcar o gol; era preciso fazer a bola passar a linha do gol adversário, custasse o que custasse.

Thiago Ramos conduz a bola pelo meio, volta e meia tabelando com Marco Goiano, por vezes acionando os alas; a zaga do time de Xerém, no entanto, bloqueava com eficiência os ataques rubro-anis; falta ao Bonsuça arriscar mais chutes a gol. E aos poucos os chutes começam a aparecer, primeiro com Marco Goiano e depois com Jordan, que se arrisca na frente, ajudando o ataque; afinal, a Locomotiva Rubro-Anil está a mil e assim tem que continuar pra conseguir a vitória. As tentativas acabam parando na muralha formada pelo time local, ou volta e meia, em ataques pela direita a bola acabava nas arquibancadas. Num lance por volta de meia hora de jogo, Jordan arrisca de fora da área um chute meio sem pretensões, visto que o chute não saiu tão forte; porém, a bola passou rente à trave direita do goleiro Hugo. A galera fazia uuuuuuuuuuuuuuhhhhhhhhhhhhhhhhhh nas arquibancadas. Lance de perigo quase resultando no primeiro gol do Bonsucesso.

E, aos 36, finalmente o gol rubro-anil sai; Marco Goiano cobra corner pela esquerda, Luiz Alberto tenta interceptar e a bola sobra para Jordan bater forte e vencer o goleiro Hugo pra fazer Bonsucesso 1 x 0 Tigres!!! O resultado parcial tranquiliza um pouco a grande torcida rubro-anil presente a Los Larios.

Na etapa final, o Bonsucesso se une mais do que nunca para tentar aumentar o contador em Xerém; a etapa começa com o jogo meio truncado, sem lances de muito perigo; porém, aos 13, Marco Goiano cobra falta pela direita, Zelito – que retornava à equipe após longo período inativo – desvia, e, na sobra, Sassá ganha a dividida com Welton e dá um passe açucarado para Thiago Ramos mandar um petardo no canto esquerdo de Hugo e aumentar a fatura: Bonsucesso 2 x 0 Tigres!!!

Os resultados dos outros jogos ajudavam o Bonsuça. Friburguense derrotava o Sendas enquanto o Quissamã não saía do empate com o Serra Macaense. A se manter esses resultados, o Sendas ficava definitivamente fora da disputa pelo G-2 e o Quissamã também se afastava ainda mais. Estava dando tudo certo para o Bonsuça!!! O resto do jogo segue com muita luta em ambos os lados, com o Bonsuça agora navegando em águas mais tranquilas, sem tanta ansiedade. Foi só esperar o final da partida para toda a torcida, mais uma vez, comemorar e acreditar ainda mais na possibilidade do acesso. Éramos mais de 100 rubro-anis presentes ao Estádio de Los Larios; muitos estiveram lá pela primeira vez, como era o meu caso. E todos saímos felizes, rindo de orelha à orelha.

O Bonsuça agora tinha cinco pontos de vantagem para o Quissamã, terceiro colocado, sendo que só restavam seis a serem disputados. Isso significava o seguinte: se o Bonsuça vencesse o confronto seguinte contra o Estácio, na Teixeira de Castro, o rubro-anil da Leopoldina conquistaria o tão sonhado retorno à série A do estadual, depois de quase 20 anos de espera. E todos ficaram cheios de ansiedade pelo confronto de sábado, aguardando o dia da partida na maior expectativa. E as mensagens de puro otimismo tomaram conta do site dos Fanáticos Pelo Cesso e até de outros sites esportivos.

Chega o dia do confronto: sábado, dia 23 de julho de 2011. O jogo decisivo é contra o Estácio, que já nada mais almeja neste campeonato, portanto, apenas cumprindo tabela. Antes do jogo, porém, o movimento nas ruas, não só de Bonsucesso, mas da Leopoldina, em geral, já é diferente, percebe-se. Afinal, é um dia de decisão para um dos times da região. Em Bonsucesso, então, nem se fala; na Praça das Nações, já há um quiosque com a bandeira do Bonsucesso bem visível a quem passasse por ali. É o primeiro sinal de boas energias fluindo para o nosso amado time. Tempo nublado, com uma chuva fina, dando a impressão de que a decisão será debaixo de chuva. E fui caminhando até a sede do Bonsuça, e, no caminho, fui encontrando gente de lá do clube, fui cumprimentando e seguindo adiante, todos com o mesmo pensamento otimista.

Vitória e acesso!!! Cada parceiro de torcida que eu encontrava, era só otimismo puro. E fomos todos lá pra trás do gol dos Fanáticos, como já de costume. A grande surpresa ficou por conta do grande público presente à Teixeira de Castro; em um determinado momento, o setor das sociais ficou completamente abarrotado e já não cabia mais nem uma mosca. Então começou a chegar mais e mais gente nas arquibancadas. Era realmente muita gente. Muita gente!!!! A bateria da Portela também estava presente para alegrar a torcida e o time. Nas sociais estavam presentes também, além do pessoal da Rádio Jovem Olaria, vários integrantes da Torcida Jovem do Olaria, que também foram apoiar o Bonsução!!! Àquela altura, seguramente já havia mais de 600 pessoas no alçapão da Teixeira de Castro. E ficamos lá assistindo aos juniores virarem o placar contra o Estácio de 2 x 0 pra 3 x 2!!! Bons prenúncios!!!

E chega, enfim, a hora do grande confronto. O time rubro-anil adentra o gramado da Teixeira de Castro debaixo de muitos aplausos, gritos de incentivo, muitos e muitos fogos, papel picado, rolos e mais rolos de papel higiênico e também com várias emissoras de televisão registrando o evento. É um momento de emoção pura e única para a torcida rubro-anil!!!!

Começa o jogo na Teixeira de Castro. Só que o Bonsucesso ainda está vidrado nos holofotes das grandes redes de televisão que estavam presentes naquela tarde de sábado e não se apercebe de que a bola já está rolando. O resultado disso? Com apenas 40 segundos, o Estácio faz 1 x 0. Gilmar cruza da direita e Bruno apenas completa para o fundo da rede. Nesse momento os Fanáticos ainda caminhavam em direção ao gol oposto, já que no primeiro tempo o Bonsuça atacaria por lá. Houve uma certa apreensão na torcida, embora nada que abalasse. E cada vez chegava mais e mais torcedores pelos corredores até as arquibancadas. Era uma verdadeira avalanche.

Ao contrário da torcida, o time rubro-anil parecia ter levado um baque com o gol sofrido, ainda mais de forma tão inesperada. Resultado: o time começou a se perder na hora de executar os passes e, sobretudo, as finalizações. Sai a informação de que o Teresópolis faz 1 x 0 no Quissamã, resultado que alegrou muito os bonsucessensses, pois, com esse resultado, o Quissamã estaria eliminado definitivamente do G-2 e o Bonsuça, portanto, estaria classificado, mesmo se perdesse para o Estácio.

Só que o panorama dentro da Teixeira de Castro parece em nada mudar; o Bonsucesso continua errando passes seguidamente, pra desespero da enorme torcida que na Teixeira de Castro estava; e segundo informações, havia, ao todo, mais de 1.500 pessoas presentes ao Teixeirão. Realmente era muita gente. Em determinados trechos era impossível andar. Na base da pressão, o Bonsucesso buscava empatar o jogo. Aos 15, Dejavan foi lançado na área. O atacante driblou o goleiro Paulo e caiu pedindo pênalti, não assinalado pelo árbitro Pathrice Maia. E a torcida se revolta na Teixeira de Castro, conforme diria o nosso ilustre benemérito George. O tempo técnico da primeira etapa foi essencial para o técnico Manoel Neto acordar de vez a equipe. A insistência pelo menos premiou o Bonsucesso com a expulsão do zagueiro Leonardo, que parou Dejavan na risca da grande área. O lance gerou muito tumulto já que o árbitro havia marcado pênalti, mas voltou atrás na decisão após consultar o assistente. E a torcida novamente se revolta na Teixeira de Castro....

Passando a ter um jogador a menos, o Estácio meteu o ferrolho na zaga. Só na base dos contraataques, quase o time universitário castigou os donos da casa. Aos 37, depois de troca de passes na intermediária, Marcelo finalizou para o gol e Jadson salvou em cima da risca.
Na última oportunidade do primeiro tempo, Marco Goiano desperdiçou ótima chance após sair cara a cara com o goleiro Paulo que defendeu sem direito a rebote.


E a essa altura, a torcida já estava irritada com os erros sucessivos, sobretudo os Fanáticos; na rampa de acesso que fica entre a arquibancada e a quadra, estávamos Diego, Robinho, Anderson e eu, os quatro só esculhambando o juiz e o bandeirinha, e mais uns três intrusos que estavam quase entrando no campo. Pra piorar, chega a informação de que o Quissamã virara o jogo em cima do Teresópolis!!! (sai zica!!!!) O primeiro tempo está no fim e o Bonsucesso tenta, desesperadamente, o empate ainda na etapa inicial; o Bonsuça até consegue acertar mais os passes e até conclui mais a gol, levando algum perigo com Marco Goiano. Mas a etapa inicial termina mesmo com 1 x 0 para o visitante.

A conversa no vestiário mexeu com os jogadores do Bonsucesso que voltaram com uma postura ainda mais agressiva. Aos sete minutos, após cobrança de escanteio de Marco Goiano da direita, Sassá subiu no terceiro andar e testou firme, sem defesa para o goleiro Paulo. Está decretado o empate na Teixeira de Castro, para alegria de sua imensa torcida presente ao alçapão: 1 a 1.

A partir daí o Bonsuça começa a jogar de forma mais tranquila, pois tira um enorme peso de cima das costas. E a virada era apenas uma mera questão de tempo, porque Otaviano, que entrara havia pouco, avançou para a linha de fundo e cruzou na medida para João Rodrigo completar para o fundo das redes e decretar a virada rubro-anil na Teixeira de Castro: Bonsucesso 2 x 1 Estácio!!!! A torcida, que já estava supereufórica, entra em absoluto êxtase depois do segundo gol. É a certeza de que a vaga pra série A está assegurada. E a certeza aumenta ainda mais depois que chega a informação de que o Teresópolis empata o jogo; pouco tempo depois, chega a informação de que o Teresópolis vira o jogo em cima do Quissamã!!!! Aí já não há mais nenhuma dúvida: a vaga é nossa!!!! Pode gritar, torcida rubro-anil!!!! A VAGA É NOSSA E NINGUÉM TASCA!!!! CESSOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!

Aos 23 minutos, o Rubro-Anil teve a chance de matar o jogo. Marco Goiano arrancou pela esquerda e serviu Joselito, porém o meio-campo preferiu o drible e acabou perdendo a bola para a defesa. Aos 35, novamente Marco Goiano poderia ter feito o seu, mas parou nas mãos do goleiro Paulo. O meia Yuri ainda tentou estragar a festa em um raro chute da intermediária, mas o camisa 1 do Leão da Leopoldina, Jaime fez uma defesa de estilo colocando para escanteio. O próprio jogador do Estácio de Sá seria expulso minutos após nos acréscimos.

E das arquibancadas, toda a torcida esperava, feliz da vida, pelo fim do jogo; logo após o apito final, a galera rubro-anil toda invade o gramado pra comemorar com os jogadores; o gramado da Teixeira de Castro fica pequeno, pequeno pra tanta gente e pra tanta comemoração. Eu cumprimentava cada bonsucessensse que encontrava pelo caminho. Os Fanáticos Zé Gotinha e César eram os mais emocionados, pois choravam copiosamente. Todos nós nos abraçamos e festejamos; e pra cada Fanático que eu encontrava eu dizia que o time e a torcida abraçaram um ao outro e por isso nós havíamos merecido esse retorno à série A!!!! Foi uma felicidade imensa para o povo da Leopoldina, que comemorava efusivamente o título. As organizadas do Bonsucesso, do Olaria, os torcedores comuns, os jogadores, os patrocinadores e a imprensa estavam todos no gramado festejando mais e mais e mais e mais. A festa não parava!!! Bonsucesso estava, finalmente, de volta à Primeira Divisão do Rio. E agora não pode sair dela nunca mais!!!!

A festa se estendeu por várias horas depois do jogo; a torcida foi para um restaurante em frente ao estádio e comemoramos a classificação durante horas a fio. Uma verdadeira festa!!! Alguns jogadores do Bonsuça se juntaram à torcida pra comemorar o feito: Jordan, Jaime e Sassá foram alguns deles, e também o técnico Manoel Neto. E, claro, o nosso presidente Zeca Simões, que foi aplaudidíssimo pelos Fanáticos. Não podia ser diferente!!!!

Com a vaga na série A para 2012 garantida, resta agora ao Bonsuça a briga pelo título com o Friburguense; não vai ser mole. Afinal, sempre há o jogo seguinte e agora nós vamos pra Quissamã!!! Bonsuça é agora o líder do campeonato, com um ponto a mais que o Friburguense. O Bonsuça, novamente, só depende de si. Se o Bonsuça vencer o Quissamã na quarta-feira, o rubro-anil conquistará o seu sétimo título estadual na série B, se confirmando como o maior campeão da competição. Vamos Bonsuça!!! Vamos com tudo pra conquistar essa taça!!!! E parabéns a todo o time rubro-anil pelo acesso!!! E parabéns ao nosso técnico Manoel Neto, que mostrou novamente que entende mesmo de futebol.

Mais um acesso na carreira. E parabéns à torcida rubro-anil, sobretudo à Fanáticos, porque todos assistimos aos jogos sempre atrás dos gols, sempre atormentando os goleiros adversários e vaiando os jogadores deles (ainda bem que agora não vaio mais sozinho hehehe). Parabéns também aos integrantes da Rádio Jovem Olaria, que também deram aquela força no Bonsuça!!!! Gostamos muito das suas transmissões. Muito legal mesmo!!! E parabéns também aos patrocinadores, que aceitaram investir no nosso humilde Bonsuça. O apoio foi fundamental. E, por fim, parabéns também ao nosso ilustre presidente Zeca Simões, pela brilhante gestão, que também foi de vital importância para que se montasse o elenco vencedor do acesso, e, se Deus quiser, campeão estadual da série B 2011. E a torcida agradece a todos que se moveram em prol do Bonsuça nessa campanha, por vezes dramática. Agora é hora de comemorar, de festejar, de fortalecer ainda mais os laços entre clube, torcida e time.

É isso aí!!! Felicidades a todos!!!!


4 comentários:

George Joaquim Ferreira Machado disse...

Ilustre amigo Herman. Vc esqueceu de citar um fato histórico que ocorreu no intervalo do jogo. Passei por vc e te convoquei a ajudar a colocar a faixa da Força Rubro Anil atrás do gol do Quissa. Falei para vc que a partir da colocação da faixa até com assopro a bola entraria. Mesmo nós dois escorrendo na lama perto do alambrado conseguimos colocar a faixa, onde outros torcedores também nos ajudaram a esticá-la. Os anjos estavam perdidos no campo devido a queima de fogos! A faixa foi o alvo para os anjos acertarem na ajuda aos "leões". Pode acreditar ou não. Mas eu acredito. Um grande elenco precisa de sorte e proteção. E nesse ano conseguimos unir o talento, a garra, a disciplina junto ao treinador, a competência, o carisma, a sorte e a proteção espiritual. E com essa campanha o nosso Bonsuça merece ser coroado na próxima quarta como o grande Campeão de 2011. Abração a todos.

Herman disse...

É verdade, George!!! Você tem toda razão!!! Eu, inclusive, tinha planejado colocar esse fato na minha coluna, só que, na pressa de terminá-la, pois era muito grande, eu acabei me esquecendo, justamente um dos momentos-chave do jogo. Mas fica aqui o nosso registro do fato testemunhado por centenas - ou milhares - de rubro-anis. Realmente foi um momento magnífico, pois os ótimos fluídos saíram dali daquela faixa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk pra fazer o Bonsuça arrancar para o acesso. Agora o acesso é todo nosso e ninguém tasca mais!!! E tenho certeza que, ano que vem, o Bonsucesso vai ter um time pra ficar na primeira divisão. Antes disso, temos a Copa Rio este ano. Campeonato pelo qual o Bonsucesso vai brigar até o final. Saudações rubro-anis!!!

George Joaquim Ferreira Machado disse...

E devemos todos nós fanáticos, torcedores e diretoria valorizar essa competição. Tanto o campeão como o vice são destacados a participar de um campeonato nacional, seja ele Copa do Brasil ou Série D do Campeonato Brasileiro. Portanto, na pior das hípóteses, ser vice campeão, será a volta do "Leão" ao cenário nacional. Já imaginou o Bonsuça eliminando o São Paulo em pleno Morumbi!!! Abração.

Herman disse...

George, isso seria o máximo!!!! Abração, véio!!!