terça-feira, 20 de janeiro de 2009

TÚNEL DO TEMPO (Cláudio César, ex-goleiro do Bonsucesso)

Pequeno no tamanho, mas grande em cada performance dentro de campo, ou melhor, dentro do gol.

Ele é o Cláudio César de Aguiar Mauriz, o Cláudio, um dos grandes goleiros que o Bonsucesso já teve até hoje.

Nascido na cidade maravilhosa, Rio de Janeiro, no dia 22 de Agosto de 1940, Cláudio começou sua ilustre carreira no Fluminense no ano de 1961 a 1963, passou pelo Olaria em 1963, Bonsucesso 1964, chegando ao Santos em 1965, onde ficou por oito anos.

Habilidade, agilidade, frieza e segurança eram suas qualidades quando entrava em campo. Com muita personalidade, mostrou que era capaz e substituiu outro grande goleiro: Gilmar dos Santos Neves, bicampeão mundial pelo Santos e um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro.

Tamanho era seu desempenho no gol que foi escalado pela Seleção Brasileira em 1968 e 69. Em 1972, Cláudio foi goleiro da Seleção em amistoso no Pacaembu, quando o Brasil venceu a Seleção do Uruguai por 2 a 0.

Foi responsável pelas vitórias consecutivas do Santos no Campeonato Paulista de 1967, 68 e 69. No Santos FC, disputou 225 partidas e conquistou sete títulos.

Com todas estas qualidades e conquistas, Cláudio teve um final trágico: morreu em 24 de junho 1979, em Nova York, Estados Unidos, onde esteve internado em dura luta contra o câncer.
Mas seu nome está escrito para sempre na história do melhor time de todos os tempos.

Títulos conquistados

Campeão Paulista: 1967, 1968 e 1969
Campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1968)
Campeão do Torneio Triangular de Roma/ Itália (1967)
Campeão do Torneio Octogonal/ Chile (1968)
Campeão do Torneio Pentagonal de Buenos Aires (1968)
Detentor da Vice-Fita Azul do Futebol Brasileiro (17 partidas invictas, no período de 26 de maio a 09 de julho), disputadas em: Japão, Hong Kong (China), Coréia do Sul, Tailândia, Austrália, Indonésia, Estados Unidos da América do Norte e Canadá.

Seleção
6 Jogos:
17.07.1968 Perú, 14.07.1968 Perú, 20.06.1968 Polônia, 16.06.1968 Alemanha, 12.06.1968 Uruguai, 09.06.1968 Uruguai.


Escrito por: Jorge Costa
Fontes: www.santistaroxo.com.br/artigo/?id=2404
http://www.sambafoot.com.br/
http://www.miltonneves.com.br/

2 comentários:

Gualberto disse...

Cláudio foi o grande ídolo da minha infância. Admirava-o tanto quanto a Pelé. Usava tradicionais joelheiras que se tornou sua marca registrada. Deixou grande saudade.

Pedro disse...

lembro de escutar os jogos do Santos através do radinho a pilha,Cláudio foi um dos goleiros que mais defendeu pênaltis pela equipe do Santos,e hoje me emociono sabendo que não está mais entre nós torcedores SANTISTAS.