segunda-feira, 12 de maio de 2008

POR ONDE ANDA?

Marcelo Cabo com sua prancheta em mãos sob o comando do Bonsucesso
Foto: Papo Esportivo

Se há muito tempo o Rio de Janeiro não possui jogadores convocados com regularidade para a seleção brasileira, agora os cariocas possuem dois representantes do estado no esquadrão canarinho, na comissão técnica. Além do auxiliar-técnico Jorginho, que chegou junto com Dunga, Marcelo Cabo é o novo "carioca" da seleção. Observador técnico da seleção principal, é também treinador do CFZ do Rio, que tenta uma das duas vagas à primeira divisão do estado destinadas aos clubes da Segundona.

O ex-treinador de Bangu e Bonsucesso teve uma passagem de três anos e meio como auxiliar técnico de Marcos Paquetá na seleção da Arábia Saudita, onde disputou uma Copa do Mundo – em 2006, na Alemanha – e pelo Al-Hilal, também da Arábia, desta vez como treinador da equipe sub-17 do clube, onde foi campeão nacional da categoria.

Procurado pelo FutRio, Marcelo Cabo disse não poder dar declarações sobre os bastidores da seleção brasileira sem prévia autorização da assessoria de imprensa da CBF. Porém, pessoas ligadas ao treinador revelaram que o atual técnico do CFZ assumiu este cargo por estar no Rio de Janeiro e ter contato direto com o auxiliar técnico de Dunga, Jorginho. Cabo prestaria, portanto, um assessoramento ao comandante principal e seu assistente, além de observar os próximos adversários do Brasil.

Apesar do apreço de Dunga pelo futebol carioca, não há, aparentemente, nenhum motivo especial, relacionado à observação de jogadores específicos do Rio de Janeiro, para a contratação de Marcelo Cabo. Ele poderia, é claro, indicar atletas que se destaquem no futebol do estado, mas não seria essa sua função principal.

Já quando o assunto é o CFZ, Cabo se mostrou com bastante liberdade para falar sobre o clube que o fez recusar propostas de fora do país e voltar para o Brasil. O ex-auxiliar de Marcos Paquetá na seleção da Arábia Saudita comentou sobre sua experiência no exterior e elogiou a estrutura do CFZ.

“Acredito que esta oportunidade me foi dada pelo Zico devido a minha experiência internacional. Mesmo sendo um treinador jovem, passei alguns anos fora do país e essa bagagem será fundamental para a conquista do principal objetivo do CFZ este ano, que é a subida para a primeira divisão de 2009. Recusei algumas propostas, até como treinador, no Oriente Médio, pois o futebol brasileiro muito me seduz e o CFZ oferece uma belíssima estrutura de trabalho, a melhor da segunda divisão, com certeza”, disse o treinador, bastante confiante.

Marcelo Cabo ainda fez elogios à diretoria do clube e disse que espera colocar em prática no clube o que aprendeu no exterior: “Os dirigentes do CFZ são jovens e dinâmicos e de um tratamento muito bom, de conversa fácil. Quando estive na Arábia pude acompanhar de perto as seleções européias, pois fizemos 12 amistosos contra elas, além de dois jogos na Copa do Mundo. Vou levar esse conhecimento para o CFZ e acredito que posso agregar bons valores ao clube, para fazer um belo trabalho diante da equipe”, completou.

Perfil do treinador

Nome: Marcelo Ribeiro Cabo
Data de nascimento: 06/12/1966 – 41 anos

Clubes como treinador: 1999 – 2001: Olaria Atlético Clube (Sub-13, 15, 17 e 20); 2001: Tombense Futebol Clube-MG (Sub-20); 2002: Olaria Atlético Clube- 2002 – 2003: Bangu (Sub-20)- 2003: Madureira (Sub-20); 2004: Bangu- 2004: São Bento Esporte Clube-MA; 2004/2005: Al-Hilal Al Saudi Club (Arábia Saudita) (Sub-17); 2007: Bonsucesso; 2007: Cabofriense; 2008: CFZ

Matéria: Colin Foster - FUTRIO

2 comentários:

made disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Alsione disse...

Marcelo Cabo, atualmente (outubro/2012) está trabalhando como treinador nos Emirados Árabes Unidos, dirigindo o Dibba Al Fujairahm